22/05/2015 às 08h36min - Atualizada em 22/05/2015 às 08h36min

Homem que matou mulher à golpes de canivete é condenado a 17 anos de prisão

Homem diz que matou a ex-companheira porque foi traido.

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense
Hélio Ferreira de Lima (Assassino) e Maria Aparecida Lina de Amorim (Vítima) (Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)

A Justiça condenou Hélio Ferreira de Lima, de 48 anos, a 17 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado, pelo assassinato da ex-companheira Maria Aparecida Lina de Amorim.

O crime aconteceu no dia 27 de outubro de 2010, na Rua Gaivota, Setor Eldorado, em frente a uma igreja da cidade de Piranhas, que fica na região oeste de Goiás. Consta nos autos que Hélio Ferreira de Lima matou Maria Aparecida Lima de Amorim, que tinha 27 anos na época, com dois golpes de canivete no pescoço. O motivo da ação teria sido a não aceitação do fim do relacionamento do casal e uma suposta traição. Na denuncia do Ministério Publico consta que Hélio “não se conformava com a separação e era movido por um ciúme doentio”.

O conselho de sentença do Tribunal do Júri de Piranhas afastou as teses defensivas e condenou o réu por homicídio qualificado e com recurso que dificultou a defesa da vítima.

Hélio Ferreira de Lima deverá cumprir a pena em regime inicial fechado, sem direito de recorrer em liberdade. Os advogados do réu, que sustentam que Hélio agiu por ter tido a sua moral “ferida” por uma traição da vítima, afirmaram que irão recorrer da sentença para diminuir a pena.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp