26/05/2015 às 11h20min - Atualizada em 26/05/2015 às 11h20min

Prefeito de Doverlândia visita a AGM e fala sobre prioridades

Jotta Oliveira - com informações da Assessoria de Comunicação da AGM
Tribuna Piranhense
Roberto de Faria Salomão buscou soluções para as obras paradas da rede de esgoto e o grande número de assentamentos (Foto: Assessoria/AGM)

Com frequência prefeitos goianos vêm à Goiânia onde cumprem uma programação especial de visitas a órgãos dos governos estadual e federal na busca de obras e benefícios para seus municípios. E um item comum em suas agendas é uma visita à sede da Associação Goiana de Municípios. Oportunidade em que estreitam o relacionamento entre a entidade e seus municípios, relatam suas dificuldades administrativas e também sobre as realizações de suas gestões.

Essa semana o prefeito de Doverlândia, Roberto de Faria Salomão, visitou a AGM e foi recebido pelo seu presidente Cleudes Bernardes Baré. O prefeito estava acompanhado pela primeira dama do município Anete Borges Salomão.

Na ocasião o prefeito assinou convênio para a disponibilização da Rádio AGM no site da Prefeitura de Doverlândia e concedeu uma entrevista ao programa Sala de Visitas.

Segundo ele, a visita a Goiânia teve por finalidade tratar da continuidade das obras de implantação de rede de esgoto na cidade que estão paralisadas há cerca de um ano. “A empresa simplesmente abandonou a obra deixando a cidade esburacada, com valetas, provocando uma série de transtornos”. Para tanto Roberto de Faria se encontrou com o diretor da Saneago, Afrêni Gonçalves, o qual prometeu ação da empresa no sentido de resolver o problema. Para o prefeito, “essa obra é de suma importância para a cidade pois sabemos o quanto ela representará para a saúde da população. Como nossa prioridade é o setor de saúde, não podemos deixar a obra inacabada”.

Também falou sobre outros problemas que afligem o município. Um deles é o grande número de assentamentos de trabalhadores rurais. Ao todo são 16 assentamentos e mais dois acampamentos instalados às margens de rodovias.

O prefeito reclama da falta de apoio do Governo Federal uma vez que o INCRA fez o assentamento, mas não está dando o apoio necessário, deixando para a prefeitura toda a responsabilidade pela solução dos problemas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp