11/06/2015 às 11h31min - Atualizada em 11/06/2015 às 11h31min

Governo quer retomar o Rodovida Urbano ainda este ano em Goiás

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense

O programa Rodovida Urbano do governo de Goiás criado na gestão anterior e que passa por um a breve interrupção deve ser retomado ainda este ano. Para tratar do assunto o governador Marconi Perillo esteve reunido nesta quarta-feira, dia 10, com 72 prefeitos. “A principal prioridade para este ano é executar os convênios que já existem com os prefeitos para terminar o Rodovida Urbano”, disse Marconi. O programa visa executar intervenções de reabilitação asfáltica e pavimentação de vias urbanas em municípios goianos e é realizado pelo governo em parceria com a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop).

Em duas reuniões realizadas em separado, uma com 40 prefeitos e a outra com 32, o governador reafirmou o compromisso de colaborar e viabilizar o desenvolvimento dos municípios goianos, retomando os convênios existentes e investindo em novas obras. Aos prefeitos, ele informou que está prestes a ser autorizada a operação de crédito de R$ 400 milhões, interrompida pelo Governo Federal no fim do ano passado, e que os recursos serão investidos prioritariamente na execução de obras para as vias urbanas e rodovias estaduais.

“Temos o compromisso do ministro da Fazenda (Joaquim Levy) para autorizar esse empréstimo, que está na fase final para ser liberado. Ele vai para os convênios já estabelecidos, mas uma parte desse empréstimo vou destinar à construção de novas rodovias. Quero ver se pelo menos metade do Rodovida 3 eu executo neste ano”, anunciou Marconi.

Manutenção de vias
O governador garantiu ainda a destinação de cerca de R$ 160 milhões do Orçamento do Estado para manutenção das vias já construídas. Ressaltou também que todas as adequações econômicas realizadas pela administração estadual este ano, como a reforma administrativa e a reformulação do orçamento aprovado pela Assembleia Legislativa, foram feitas com dois objetivos.

O primeiro é garantir o cumprimento das obrigações do Estado, como pagamento de compromissos e investimento em obras e, consequentemente, atender à Lei de Responsabilidade Fiscal. E o segundo objetivo, segundo o governador, é seguir o ajuste fiscal previsto pelo governo federal. “O governo federal precisa fazer as medidas de ajuste, mas nós também temos que fazer nossa parte”, disse.

Após abrir espaço para ouvir as reivindicações dos prefeitos, o governador anunciou o compromisso de repassar aos municípios goianos parte de todos os recursos que forem recebidos do governo federal ao longo deste ano. “Não adianta eu resolver os problemas do meu governo e não ajudar os prefeitos a resolverem os problemas dos nossos municípios. Tenho a convicção de que se nossos prefeitos estiverem bem, nós no governo também estaremos confortáveis”, pontuou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp