17/07/2015 às 11h49min - Atualizada em 17/07/2015 às 11h49min

Em Goiás, casos de dengue caem em nove semanas consecutivas

Do Goiás Agora

O número de casos de dengue continua a cair de forma considerável em todo o Estado. Pela primeira vez, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) registra a queda das notificações da doença em nove semanas consecutivas. O Boletim Semanal da Dengue, relativo à Semana Epidemiológica 27, de 4 de janeiro a 11 de julho, demonstra que foram notificados neste ano 162.486 casos da enfermidade. Destes, 61.968 foram confirmados por meio de exames laboratoriais.

A curva decrescente nas notificações de dengue é verificada no total de notificações feitas semanalmente. Na Semana Epidemiológica 24, por exemplo, foram notificados 3.959 casos. Na Semana Epidemiológica 25, houve 2.622 registros. Já na Semana Epidemiológica 26, foram registrados 1.600 casos, pouco mais que o dobro do total de notificações da Semana Epidemiológica 27.

 Redução
O coordenador estadual de Controle da Dengue, Murilo do Carmo Silva, observa que a dengue, neste mês de julho, chegou aos números normais para esta época do ano. Ele destaca que, apesar da existência desta curva decrescente, a população deve continuar a desenvolver as ações corriqueiras e pontuais que inibem o avanço do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. “Não podemos baixar a guarda. Temos de continuar a retirar dos nossos quintais todo e qualquer objeto que acumule água, até mesmo os de pequena proporção, como tampinhas de garrafas”, ressalva.

Murilo do Carmo reitera que os ovos do Aedes aegypti ficam grudados às superfícies dos objetos e materiais por até 400 dias. Com a chegada das chuvas, eles eclodem e se transformam em larvas, dando início ao novo ciclo de infestação. Por isso, enfatiza o coordenador, é fundamental que as pessoas limpem constantemente os vasos de plantas; recolham da parte externa de suas casas pneus, latas, garrafas e vasilhames em geral; façam periodicamente a higienização das calhas e das caixas d’água.

 Aumento de mortes
Apesar da queda no total de casos, a SES registra um aumento expressivo do número de óbitos pela doença. De acordo com o Boletim Semanal da Dengue, foram confirmados neste ano 49 mortes em decorrência da enfermidade, cerca de 40% a mais do que foi registrado no mesmo período do ano passado. Em 2014, até a Semana 27, haviam sido confirmados 35 óbitos.

Murilo do Carmo informa que os levantamentos da SES apontam que 52% das pessoas mortas pela dengue são do sexo masculino. Os óbitos por dengue – prossegue o coordenador – ocorrem predominantemente em pessoas com mais de 60 anos e que apresentam, associado à enfermidade, agravos como hipertensão, cardiopatias e diabetes mellitus.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp