31/07/2015 às 07h21min - Atualizada em 31/07/2015 às 07h21min

Justiça manda soltar acusados de torturar menor em Piranhas

De O+Positivo

Saiba mais:

Advogados de acusados de torturar garoto de 13 anos pedem revogação da prisão preventiva

Objetivo de acusados de torturar menor em Piranhas seria evitar prejuízos, diz advogado à jornal

TJ nega liberdade à homens acusados de torturar menor em Piranhas

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) julgou procedente o pedido de habeas corpus do advogado Eric de Melo e determinou liminarmente (decisão urgente, que antecipa um possível resultado do julgado) que os empresários Claudinei Oliveira e Uinter Assis da Silva e o funcionário deles, Rafael Guimarães, sejam imediatamente soltos da prisão.

Seguindo o voto do relator do processo, desembargador Edison Miguel da Silva Jr a corte considerou que os réus devem aguardar o julgamento do processo em liberdade. De acordo com informações do site do TJ as 17h35 o processo passou a aguardar o alvará de soltura, que deverá ser assinado a qualquer momento pelo Juiz que responde pela Comarca de Piranhas Wander Soares Fonseca.

Os acusados foram presos pela Polícia Civil de Piranhas, no último dia 17, por serem suspeitos de torturar um menor que teria cometido furto na distribuidora de bebidas de um dos denunciados.

Mais informações em breve.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp