28/08/2015 às 09h59min - Atualizada em 28/08/2015 às 09h59min

Menino de 11 anos diz ter sido agredido pelo pai por repetir merenda

Homem foi detido após uma pessoa ver hematomas e denunciar, em Goiás. Liberado após depor, ele afirmou à polícia que bateu para educar filho.

Com informações do G1 Goiás
Pai disse que estava 'corrigindo' o filho que estava muito teimoso (Foto: reprodução / TV Anhanguera)

Um menino de 11 anos disse, na quinta-feira (27), que foi agredido pelo pai porque mentia e por repetir a merenda na escola em Iporá, no oeste goiano. Segundo a Polícia Civil, uma pessoa notou os hematomas e denunciou a situação ao Conselho Tutelar.  Após a denúncia, o pai do garoto foi detido e confessou que bateu no filho para "corrigi-lo".

"O pai disse que deu uma surra no filho porque ele estaria muito teimoso e essas cintadas seriam para educar. Ele confirma não só essa surra, mas também uma outra com mais de 40 cintadas", disse o delegado Ramon Queiroz, responsável pelo caso.

Depois de prestar depoimento, o pai foi solto.O delegado explicou que ele não podia ficar preso por já ter passado o período de flagrante.

O menor tem hematomas nos braços, nas costas e nas nádegas. Ele explicou que morava com a mãe, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, mas que passava necessidade e chegou a ter apenas mandioca com açúcar para comer. Por isso, passou a viver com o pai.

Os agentes contaram ainda que o menino revelou apanhar quase todos os dias. O pai também o ameaçava para que não contasse das agressões a ninguém.

O inquérito vai apurar os motivos da surra e ele deve responder pelo crime de lesão corporal. A pena pode variar conforme o grau do ferimento, podendo chegar a até 8 anos de reclusão.

A criança foi levada para uma casa de proteção a menores em Iporá e aguarda  decisão da Justiça para determinar o seu destino. Ele pode voltar para casa da mãe, ficar com algum parente ou em um abrigo para menores.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp