04/09/2015 às 10h28min - Atualizada em 04/09/2015 às 10h28min

Programa anunciado pela ministra da agricultura em Piranhas deve atender 12 mil produtores em Goiás

De O Popular
(Foto: Reprodução/DM Digital)

A ministra da agricultura, Kátia Abreu, participou ontem da abertura da 23ª Exposição Agropecuária de Piranhas, localizada na Região Centro-Oeste do Estado. Durante a visita,a ministra informou que cerca de 12 mil produtores leiteiros goianos serão selecionados para a inserção num programa do governo federal de assistência técnica e qualificação profissional, considerado um dos maiores entraves do setor.

Segundo a ministra, o programa deve começar ainda este mês nos cinco maiores produtores do País: Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. No total, serão mais de 80 mil beneficiados. “Vamos aglutiná-los também em associações ou cooperativas para comprarem e venderem melhor. Produtor isolado perde dinheiro”, ressaltou a ministra.

Depois da falta de liberação do pré-custeio para os produtores rurais este ano, Kátia Abreu admitiu que a quantidade de recursos liberadas para o custeio da produção até dia 29 de agosto deste ano é 7% inferior se comparada ao mesmo período do ano passado. “Como não houve pré-custeio, as solicitações acumularam, mas até o fim de setembro acredito que irão se normalizar”, pontuou.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, diz que os produtores estão reclamando da burocracia excessiva para liberação do crédito rural, apesar do setor há alguns anos ser um dos pilares da economia nacional. “Fizemos reuniões em Brasília semana passada para tentar solucionar este problema, haja vista que a iniciativa privada reduziu recursos. O crédito oficial é muito importante para que colhamos uma grande safra”, afirma.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp