07/09/2015 às 09h09min - Atualizada em 07/09/2015 às 09h09min

Governador entrega reconstrução de rodivia que liga Iporá a Caiapônia

Trecho da GO-221 de Iporá a Caiapônia foi reconstruído (Foto: Eduardo Ferreira)

O governador Marconi Perillo inaugurou oficialmente na manhã desta sexta-feira, dia 4, a reconstrução de 103 quilômetros da GO-221, que liga Iporá a Caiapônia passando por Palestina de Goiás, na Região Oeste do Estado. Na solenidade no trevo de acesso a Caiapônia, Marconi foi agraciado com o título de cidadão concedido pela Câmara Municipal.

De iniciativa da vereadora Carmem Lúcia, o título foi entregue por seu esposo e ex-prefeito Bertoldo Francisco Abreu. Em discurso emocionado e de elogios a Marconi, o ex-prefeito nominou o governador como “irmão nosso de Caiapônia”. E prosseguiu: “Meu coração está cheio de glória por recebê-lo como conterrâneo”.

Bertoldo disse ainda acreditar que em breve Marconi, “cujos governos servem de exemplo para o Brasil, estará em Brasília no cargo mais alto da república para bem representar a todos nós goianos e brasileiros”. Na saudação que fez ao governador, o prefeito Argemiro Rodrigues teceu elogios à maneira republicana como Marconi tem administrado o Estado. “Agradeço por tudo o que ele tem feito pela nossa cidade”. O prefeito citou, dentre as obras, a sinalização do trânsito e 166 mil metros quadrados de asfalto.

Com recursos do Governo de Goiás, Caiapônia também ganhou um novo aeroporto que, segundo o prefeito, ainda não foi inaugurado porque falta uma adaptação da rede elétrica. Esta obra também foi comemorada publicamente. “Estive com o governador em 2011 reivindicando esta obra. Ele assumiu o compromisso conosco de que construiria o aeroporto e a obra está lá para quem quiser ver. O governador me confidenciou há pouco que não virá mais aqui em Caiapônia se não for para inaugurá-lo. Ainda este ano, portanto, teremos uma nova visita do governador para entregarmos esta importante obra para Caiapônia e região”, destacou o prefeito.

Marconi disse que o Brasil vive hoje a maior crise dos últimos tempos. “Mas – destacou -, estamos trabalhando e vencendo. A última vez que o Brasil viveu uma recessão técnica foi em 1931, quando o País teve dois anos seguidos de PIB negativo. Nós vamos ter PIB negativo este ano de quase 3% com projeção de também termos PIB negativo no ano que vem. Portanto, serão dois anos seguidos de recessão. E recessão significa menos emprego, menor poder aquisitivo da população, o que reflete nas vendas e na arrecadação dos governos federal, estaduais e municipais”.

Ele disse também considerar que a crise de arrecadação atinge o governo federal de forma ainda mais violenta do que a que assola os estados. “Eu não sei ainda como o governo federal vai terminar este ano, principalmente em relação ao pagamento dos servidores. Nós todos, governadores e prefeitos, temos sofrido com isso. Só no recolhimento de impostos da venda da linha branca (geladeiras, fogões etc) a receita caiu mais de 50%. As pessoas não estão comprando e com isso a geração de impostos cai. Nós temos a obrigação de encontrar um jeito para pagar a folha, pagar as dividas e ainda fazer obras”.

Reconstrução de rodovias
Marconi destacou que, na região, reconstruiu a rodovia de Iporá a Piranhas, Amorinópolis a Montividiu e a GO-221 numa extensão de 103 quilômetros, beneficiando Iporá, Palestina de Goiás e Caiapônia. “A rodovia daqui a Doverlândia também estava muito ruim por falta de manutenção. Determinamos a reconstrução, inclusive da avenida de acesso à cidade. Falta agora a sinalização. Em breve ela estará totalmente pronta”, garantiu.

Mais de R$ 2 bilhões
Antes de entregar simbolicamente 40 cheques moradia modalidade Construção para famílias de Palestina, o governador discursou, mais uma vez destacando a crise vivida pelo País e a sua determinação em enfrentá-la e vencer os desafios. “Neste momento de crise não temos como fazer tudo aquilo que queremos e projetamos. Estamos vivendo a maior crise de todos os tempos. Mas estamos trabalhando para vencer esse desafio”, reafirmou. Salientou, no entanto, que, apesar da crise, fechará o ano com mais de R$ 2 bilhões em investimentos.

Em Iporá, o governador Marconi recordou o compromisso feito com a população da região no primeiro ano de seu terceiro governo, no início de 2011, de que em um ano todas as rodovias da região, que se encontravam em péssimo estado de conservação, estariam em obras de reconstrução. Enumerou as ligações de Iporá para Arenópolis, Piranhas, Caiapônia, Montividiu e Amorinópolis. “Eu fiquei cinco anos afastado do governo e quando retornei me assustei com o estado das estradas que nós tínhamos deixado em bom estado”, declarou.

Marconi disse que, além desta reconstrução que entregava naquela manhã, já havia inaugurado a reconstrução de São Luiz de Montes Belos a Goiânia (inclusive a rodovia dos Romeiros). “Agora – destacou – estamos viabilizando os recursos para que possamos reconstruir de Iporá a Firminópolis”.

R$ 33 milhões na rede de esgoto
Falando à população de Iporá em tendas montadas na frente do Núcleo Infantil Cida Paixão, o governador lembrou que o Estado investe atualmente a quantia de R$ 33 milhões na extensão da rede de esgoto de Iporá. “Quando assumi o governo pela primeira vez em 1999, nós tínhamos apenas 12 estações de tratamento de esgoto. Este ano vamos completar a entrega de 96 novas estações. Fizemos, portanto, 84 estações em meus governos. E vou fazer mais ainda até o final do meu mandato”.

R$ 5 milhões em sinalização
Durante a solenidade, anunciou ter determinado ao Detran que providencie a sinalização das ruas recapeadas pela prefeitura. “O prefeito Danilo está recuperando todo o asfalto da cidade. E eu quero ajudá-lo com a sinalização e com mais R$ 5 milhões, dinheiro que teremos disponível em breve através de uma operação financeira que estamos fazendo”.

O governador disse ainda que no Inova Goiás, programa recentemente lançado pelo Estado, irá incluir  Iporá como Polo Educacional e município líder da Região Oeste.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp