11/09/2015 às 19h24min - Atualizada em 11/09/2015 às 19h24min

Reunião define forma de atuação do MP-GO em 2016-2017 no Oeste Goiano

Jotta Oliveira - com informações da Assessoria de Comunicação Social do MP
Tribuna Piranhense
(Foto: João Sérgio/MP-GO)

Promotores de Justiça que atuam nas comarcas da Região Oeste do Estado estiveram reunidos nesta quinta-feira (10/09) em São Luís de Montes Belos para mais um encontro regional do Ministério Público de Goiás (MP-GO) com o objetivo de definir o principal foco das ações da instituição para o próximo biênio. O Plano Geral de Atuação (PGA) 2016-2017 está sendo construído a partir dos resultados de 14 encontros regionais, onde são coletadas sugestões de todos os membros da instituição para o tema de repercussão geral que norteará a principal bandeira de trabalho da instituição nos próximos dois anos. Participaram deste quinto encontro 12 promotores de Justiça.

A metodologia utilizada prevê que cada reunião, após a discussão e posicionamento dos membros do MP-GO, resulte na escolha de uma proposta consensual da prioridade de atuação. Um comitê analisará as sugestões de todos e definirá qual será a bandeira institucional. A reunião foi mediada pelos promotores Rodrigo César Bolleli Faria e Vinícius Marçal Vieira, integrantes da equipe da Procuradoria Geral de Justiça. A ideia de tema único e que reflita os anseios da sociedade foi aplicada no PGA 2014-2015 e alcançou bons resultados no desenvolvimento das metas e prioridades da instituição.

Em São Luís, os participantes receberam a compilação de algumas pesquisas realizadas sobre a atuação do MP, com o objetivo de subsidiar as discussões e a decisão do tema escolhido pelo grupo. Foram apresentados os resultados de enquete feita pelo site do MP-GO; o levantamento com pessoas que procuraram atendimento presencial nas Promotorias de Justiça do interior e de Goiânia; outra enquete desenvolvida com membros e servidores pela intranet e uma pesquisa de imagem encomendada pelo Conselho Nacional do MP.

A construção coletiva das propostas propiciou a participação de todos os promotores presentes, que puderam apresentar suas ideias e defendê-las. Com a convergência das discussões, um tema prevaleceu e foi definido como a sugestão do grupo para o comitê que escolherá a bandeira única (a escolha não será divulgada, para evitar condicionamento nas próximas reuniões).

Participaram promotores das comarcas de Acreúna, Anicuns, Aurilândia, Caiapônia, Edeia, Firminópolis, Iporá, Israelândia, São Luís de Montes Belos e Turvânia. Auxiliaram na reunião equipes do Gabinete de Planejamento e Gestão Integrada (GGI), das Assessorias de Comunicação Social e de Cerimonial e da Coordenadoria de Apoio à Atuação Extrajudicial (Caej).

O comitê gestor que analisará as propostas finais surgidas de cada encontro regional é integrado pelos 36 coordenadores das Promotorias de Justiça do Estado, uma comissão especial de procuradores de Justiça (cinco integrantes) e três promotores de Justiça de Goiânia. O comitê definirá o tema principal do PGA e encaminhará ao Colégio de Procuradores de Justiça para análise e aprovação. Após a finalização deste processo, serão delineadas as diretrizes e atividades para execução do trabalho, tendo como objetivo sempre oferecer ao cidadão goiano uma prestação de serviço de qualidade.

Próximas reuniões
Já foram realizadas reuniões regionais em Luziânia, Rio Verde, Itumbiara e Aparecida de Goiânia, além de São Luís de Montes Belos. As próximas serão em Uruaçu (15/9), Catalão (21/9), Formosa (23/9) , cidade de Goiás (28/9) e Anápolis (1º/10). O encontro com os promotores de Goiânia foi desdobrado em três datas: dias 19, 20 e 21 de outubro. A reunião com os procuradores de Justiça também está agendada para a tarde de 21 de outubro.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp