25/09/2015 às 11h36min - Atualizada em 25/09/2015 às 11h36min

Vice-governador José Eliton se filia ao PSDB

Cerimônia também contou com mudança partidária de 14 prefeitos. Com novas filiações, partido passa a ter a maioria das prefeituras do estado.

Do G1 Goiás
Marconi Perillo, Aécio Neves e José Eliton durante cerimônia de filiação (Foto: Paula Resende/ G1)

O vice-governador de Goiás, José Eliton, oficializou na manhã desta quinta-feira (24) sua saída do PP e a filiação ao PSDB. A cerimônia contou com a presença do presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, o governador Marconi Perillo, dentre outras lideranças políticas.

José Eliton, que acumula no governo a função de secretário de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), era presidente regional do PP. Ele agradeceu ao partido de origem e disse que a mudança é feita para “ajudar” o PSDB a se consolidar ainda mais.

O político não negou a possibilidade de se candidatar a governador nas eleições de 2018. "Se a base me convidar, eu vou aceitar o desafio desse projeto que é vitorioso em Goiás", disse.

Durante o discurso, Aécio Neves comemorou as novas filiações. Em âmbito nacional, ele criticou a presidência da República. Para ele, o fato de Dilma Rousseff fazer uma reforma ministerial para tentar ficar "mais uma semana no governo" é um "retrocesso".

Aécio reforçou a parceria política com Marconi Perillo. “Eu não sei o que o destino nos reserva, mas eu asseguro a vocês apenas uma coisa, que daqui um mês, um dois, dez, vinte anos, quando vocês olharem e enxergarem em algum lugar a figura de Aécio Neves, tenham certeza que a primeira pessoa que vão encontrar ao seu lado é o governador Marconi Perillo porque o nosso destino esta cerrado. Vamos juntos construir um Brasil melhor”, declarou.

Marconi Perillo também trocou elogios durante seu discurso. Questionado sobre a declaração do senador, Marconi Perillo disse apenas que ele age conforme o "projeto do PSDB". Ele não negou nem confirmou uma candidatura à vice-presidência ou à presidência da República nas próximas eleições.

Outras autoridades e personalidades locais também se filiaram, como o vereador de Goiânia Tayroni Di Martino, que havia sido expulso do PT. Segundo o político, outras 250 se desligaram do partido que ele integrava e se filiaram ao PSDB.

“O Tayroni não faz política sozinho, representa um grupo político e essas pessoas concordaram com todas as minhas atitudes”, disse o vereador.

Prefeituras
Prefeitos de 14 municípios também se filiaram ao partido durante a cerimônia, aumentando para 81 o número de cidades comandadas por tucanos. Assim, o PSDB passar a ter a maior quantidade de prefeitos em Goiás.

Três deles eram prefeitos do PMDB: Suélio José Lourenço, de Santa Terezinha; José Eustáquio, de São Patrício; e Márcio Barbosa Vasconcelos, de São Simão.

Outros dois prefeitos que mudaram de partido eram do PTB: Edmar Alves Neto, de Acreúna, e Mariza Pereira Costa, de Santa Tereza.

Dois prefeitos deixaram o PSD: Atos Antônio Ferronato, de São João D'Aliança, e Geraldo Vasconcelos, de Turvânia.

Outros três políticos deixaram o DEM: Aurolino Ninha, de Campos Belos; Paulo Nascimento, de Faina; e Luciano Leão, de Itajá.

O prefeito de Britânia, Calos Cunha, deixou o PP. Já o prefeito de Iaciara, Agnaldo Ramos, saiu do PROS. O prefeito de Itaguaru, Eurípedes Ponteciano, saiu do PR. Já o administrador de Teresina de Goiás, Josaquim Miranda, estava sem partido e se filiou ao PSDB.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp