29/09/2015 às 00h00min - Atualizada em 29/09/2015 às 00h00min

Prefeitura de Piranhas paralisa atividades devido à crise financeira

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)

A Prefeitura de Piranhas, no Oeste de Goiás, suspendeu todas as atividades administrativas desta terça-feira (29/09), quarta-feira (30/09) e do dia 1º de outubro (quinta-feira). Apenas as escolas, o hospital municipal e o serviço de limpeza pública irão funcionar normalmente. O decreto de paralisação foi assinado pelo prefeito André Ariza (PP) nesta segunda-feira (28/09).

“A situação financeira dos municípios brasileiros está insustentável. A queda nos valores dos repasses estaduais e federais vem gerando a redução do poder de gestão e, consequentemente, a queda na qualidade dos serviços públicos prestados pelas prefeituras. O ato de paralisar as atividades serve como uma forma de chamar a atenção das autoridades responsáveis”, relata o prefeito André Ariza à reportagem do Tribuna Piranhense.

As entidades municipalistas de Goiás fizeram uma grande campanha, onde prefeitos, vereadores, lideranças políticas, segmentos organizados e, principalmente a população, foram convidados a participem ativamente das atividades. Além de Piranhas, centenas de prefeituras goianas fecharam as suas portas nos três dias de mobilização, mantendo apenas em funcionamento os serviços considerados essenciais, como forma de protestar pela atual situação e chamar a atenção da sociedade.

A principal causa é a concentração de recursos em poder do Governo Federal e agora agravada pela crise econômica por que passa o país, reduzindo a arrecadação. Os prefeitos estão utilizando os meios de comunicação locais, como emissoras de rádio, para esclarecer a sociedade.

Para o dia 30, no período da manhã, os prefeitos vão fazer uma manifestação em frente ao prédio da Assembleia Legislativa de Goiás, em Goiânia e esperam contar com caravanas de todos os municípios, lideranças políticas e representantes de entidades. O objetivo é promover a união de forças para mudar a atual situação.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp