08/12/2015 às 16h26min - Atualizada em 08/12/2015 às 16h26min

Bombeiros alertam para cuidados no período chuvoso

Enchentes, raios e acidentes de trânsito são umas das principais preocupações nos dias de chuva.

com informações do Goiás Agora
Tribuna Piranhense
(Foto: Reprodução)

Com o início do período chuvoso é preciso redobrar os cuidados para evitar tragédias. Segundo o levantamento produzido pelo Departamento de Minimização de Desastres, Ameaças e Riscos, Goiás tem hoje 287 áreas de riscos, que incluem perigos de deslizamentos, alagamentos, enxurradas e erosões, em 58 municípios com 3764 residências que podem ser atingidas.

O Comando de Operações de Defesa Civil (Codec) orienta a população a se proteger nesta época de chuvas. Para isso, lançou uma cartilha contendo dicas importantes de como prevenir e minimizar os danos durante este período. O material educativo será distribuído em escolas e residências próximo às áreas de risco.

Como agir?
Se estiver dirigindo e começar a chover forte, o comandante de Operações de Defesa Civil, coronel Edmilson Lopes, orienta que os motoristas parem em um local seguro, como posto de gasolina, por exemplo, e esperem a chuva passar.
“É melhor chegar atrasado do que não chegar. Muitas vezes o motorista percebe que a água está subindo e vai insistindo em continuar a viagem e acaba tendo problemas sérios como prejuízos financeiros e inclusive, já tivemos, perdas de vidas”, diz o coronel.

Já se a pessoa for pega de surpresa no trânsito, em um congestionamento, por exemplo, o indicado é permanecer dentro do veículo até as equipes de Bombeiros chegarem para fazer o socorro. “Se a pessoa sair do carro, não vai aguentar a pressão das enxurradas. Assim, sair do veículo pode ser pior ainda”, alerta Edmilson.

Os raios são comuns nessa época de chuvas fortes. A dica é evitar ficar em lugares abertos como campo de futebol e debaixo de árvores. Também não se deve ficar próximo a cercas metálicas. “Procure se abrigar dentro de casa, em lugar seguro”, diz.

Para quem mora próximo a rios, é importante sair da casa e procurar um lugar seguro para se abrigar. “A água sobe muito rápido. A pessoa pode estar preocupada em salvar bens materiais e perder a própria vida”, diz coronel Edmilson.

Para voltar à residência, é importante esperar a vistoria da Defesa Civil e dos Bombeiros que vão observar trincas e rachaduras nas paredes e certificar-se de que não há fios desencapados antes de ligar a eletricidade, garantindo assim que não haverá riscos para o morador.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp