09/12/2015 às 10h36min - Atualizada em 09/12/2015 às 10h36min

Água mal cheirosa em avenida incomoda moradores de bairro da cidade de Piranhas

'Em dias de chuva o esgoto se espalha pelo meio da rua e permanece mesmo quando o Sol aparece', diz morador. Vigilância Sanitária diz que providências serão tomadas.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense

Atualizada para adição de informações

Famílias que residem na Avenida Leite, no setor Palmares, estão enfrentando transtornos há mais de um ano, depois que uma água suja e mau cheirosa passou a escorreu pelo local diariamente. A denúncia é de um morador que prefere não se identificar, por medo de retaliações da parte do proprietário do imóvel de onde está vindo o problema.

Um vídeo (assista acima) foi enviado para a nossa redação, mostrando a água suja escorrendo na frente de várias residências. O cidadão que enviou as imagens conta que a filmagem foi feita em um dia ensolarado. “Mesmo sem nenhuma nuvem no céu e com temperaturas altas o esgoto não desaparece. É lamentável que nenhuma autoridade tome providências”, reclama o denunciante.

“Quando chove o esgoto se espalha pelo meio da rua e fica empossado em muitos locais e por muitos dias, mesmo quando está sol. O cheiro é insuportável, sem contar que depois as crianças vão brincar correndo um risco muito grande de serem contaminadas. Não dá para conviver com isso, já fiz denúncias na Vigilância Sanitária do Município e também para os fiscais da Prefeitura, mas tentam levar a gente na conversa”, desabafa o morador.

Procurado pelo Tribuna Piranhense, Carlinho Barbosa Lima, analista da Vigilância Sanitária, disse que já tem conhecimento do problema e que as devidas providências serão tomadas. Segundo ele, nenhuma denúncia ainda havia sido feita.

“Temos uma linha para atendimento diário na Secretaria Municipal de Saúde para receber esse tipo de reclamação. O cidadão pode ligar no 3665-7013, das 7h às 11h e das 13h às 17h, em dias úteis. Estarei indo pessoalmente ao local hoje (9/12) e buscaremos uma solução para a situação”, disse Carlinho Barbosa.

Inicialmente, o cidadão que realizou a denúncia havia informado a nossa redação que a água poderia estar vindo de uma fossa séptica, porém, recebemos outro contato com uma nova versão. Segundo o morador da Avenida Leite, a água parece ser oriunda de tanques e pias de uma residência localizada na Rua 1A, no mesmo Setor Palmares.

“Louças, roupas e outros objetos parecem estar sendo lavados e a água que sobra escorre pelo quintal e vai parar na rua. Achamos, de início, que era da fossa. Que bom que não é. É menos contaminação. Mas mesmo assim persiste o problema. Continua o fedor e o risco para a saúde de todos”, relata o cidadão.

Abaixo você pode ver algumas imagens do local.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp