12/01/2016 às 10h16min - Atualizada em 12/01/2016 às 10h16min

Em Piranhas, moradores do Setor Santo Antônio reclamam de quantidade de buracos em rua

Eles dizem que problema existe há anos e que Prefeitura não se posiciona quanto a solução. Administração diz que falta de recursos está impossibilitando a recuperação da malha asfáltica do município.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
Foto enviada por um de nossos leitores mostra alguns dos muitos buracos da Rua Idalina Augusta de Faria (Foto: Leitor/WhatsApp)

Através de uma denúncia feita a reportagem do Tribuna Piranhense, moradores do Residencial Marques, no Setor Santo Antônio, em Piranhas (GO), demonstraram irritação com a quantidade de buracos no asfalto da região, com destaque para a Rua Idalina Augusta de Faria. Quem mora na área diz que a Prefeitura faz pouco em se tratando de manutenção e, quando faz, “realiza um trabalho sem muita qualidade e que é levado embora na primeira chuva que cai”. A situação é esta há anos, dizem.

Na mensagem enviada a nossa redação, um cidadão que prefere não se identificar, diz que as “crateras da rua danificam os carros”. "A Prefeitura passou por aqui no ano passado e jogou terra para tapar os buracos. Estava na cara que não iria resolver. A primeira chuva que veio transformou a porta de nossas casas em verdadeiros lamaçais e tudo voltou a ser como era antes", disse.

Em 2015, proprietários de residências da Rua Idalina Augusta de Faria decidiram começar a tapar os buracos usando cimento, areia e tijolos quebrados que sobraram de algumas construções. Na época, parte da população do bairro disse que, quando procuram a Prefeitura, pedindo a solução do problema, ouviram que estaria acontecendo uma operação de tapa-buracos permanente. Os moradores negaram e, segundo eles, “os trabalhos nunca chegam a região”.

 A Prefeitura justifica a não solução do problema, afirmando que a malha asfáltica do município é antiga e, em muitos locais, precisa ser refeita. Porém a administração alega não dispor de recursos para sanar todos os problemas a curto prazo e que está em constante contato com o Governo de Goiás, em busca de recursos para o recapeamento emergencial de ruas e avenidas de todo os pontos do município que necessitam.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp