13/01/2016 às 11h55min - Atualizada em 13/01/2016 às 11h55min

Suplente é empossado na Câmara de Piranhas após vereador perder mandato

Tarcísio Silvério assumiu cargo após Dilson Bras perder o mandato devido a uma condenação por tráfico de drogas.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
Tarcísio Silvério tomou posse durante a manhã desta quarta-feira (13) (Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)

A Câmara de Vereadores de Piranhas deu posse, na manhã desta quarta-feira (13/01), ao suplente Tarcísio Silvério, do PP, como titular da vaga que havia sido conquistada nas eleições de 2012 pelo vereador Dilson Silva Bras (PSDB). Dilson perdeu o mandato depois do trânsito em julgado de uma condenação imposta a ele pela prática do crime de tráfico de drogas, ocorrido em 2013.

Tarcísio Silvério retorna à Câmara Municipal após perder as eleições de 2012, quando disputou uma das vagas, obtendo 297 votos que não foram suficientes para a reeleição. Ele foi vereador em Piranhas durante quatro anos, sendo eleito em 2008.

Tarcísio chegou a assumir como vereador no ano de 2013, no período de cerca de dois meses que Dilson Bras ficou preso e afastado do cargo.

Saiba mais:

Após condenação por tráfico de drogas, vereador de Piranhas perde o mandato

A cerimônia de posse durou pouco mais de 30 minutos e ocorreu no gabinete do presidente da Câmara de Vereadores, Lindomar Ferreira Leite (PSD), com a participação dos vereadores: Sebastião Junior (PSD), João Leones (PTB) e João Barros (PP). A solenidade contou também com a participação do prefeito André Ariza (PP), do presidente do Sindicato Rural de Piranhas, Dermisson Ferreira, do comandante do Batalhão da Policia Rodoviária Estadual (PRE) de Piranhas, subtenente Valdivino Jesuíno Pereira (J. Pereira), dos representantes da Polícia Militar (PM) cabo Ademir e sargento Junior, do delegado local da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Urbano Pereira da Costa, do presidente do Partido Progressista (PP), José Roberto Naves e do presidente do Partido Social Democrático (PSD), Eliomar Duarte.

– Sei que todo o suplente tem um certo desejo de assumir, mas acredito que não dessa forma – pontuou Tarcísio. Porém, afirmou que vai trabalhar juntamente com os colegas para o bem do município.

– Todas as áreas serão observadas por mim neste ano de legislatura. Após a experiência de ser vereador de 2009 a 2012, inclusive presidindo a casa por um ano, assumo agora muito mais maduro politicamente. Isso me dará mais serenidade para realizar minhas análises e para tomar as minhas decisões, certamente – finalizou o vereador pepista.

Perda de mandato de Dilson Bras

O juiz Wander Soares Fonseca, declarou, no dia 7 de janeiro deste ano, a perda de mandato do vereador do município de Piranhas, Dilson Silva Bras (PSDB), depois do trânsito em julgado de uma condenação imposta a ele pela prática do crime de tráfico de drogas, ocorrido em 2013.

O vereador foi condenado em definitivo a uma pena de três anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, com substituição da pena corpórea por duas restritivas de direito. O juiz fundamentou sua decisão na Constituição Federal, que, em seu art. 15, inciso 3, prevê a suspensão dos direitos políticos da pessoa que sofre condenação criminal. Wander Soares buscou ainda um precedente do Supremo Tribunal Federal para declarar a perda imediata do mandato do réu.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp