29/01/2016 às 00h13min - Atualizada em 29/01/2016 às 00h13min

Uma hora de uso de narguilé equivale a 100 cigarros, afirma OMS

Muito comum no meio de adolescentes e jovens em confraternizações e grandes festas, o narguilé, cachimbo d’água proveniente do oriente, que possui sabor e cheiro agradáveis, oferece um grande risco para a saúde.

Do Folhapress
(Foto: Reprodução)

Muito comum no meio de adolescentes e jovens em confraternizações e grandes festas, o narguilé, cachimbo d’água proveniente do oriente, que possui sabor e cheiro agradáveis, oferece um grande risco para a saúde. Maior inclusive do que o cigarro. A afirmação é da Organização Mundial de Saúde.

De acordo com a OMS, uma hora de uso de narguilé equivale à absorção de todos os componentes tóxicos existentes na fumaça de 100 cigarros.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) demonstrou preocupação com a crescente no número de fumantes de narguilé, após estudos associarem o uso do cachimbo ao desenvolvimento de câncer de pulmão, de boca e de bexiga.

Outras doenças respiratórias, cardíacas e bucais, além da própria dependência são consequências do uso. Doenças infectocontagiosas, como tuberculose, herpes e hepatite C podem ser contraídas ainda, já que o bocal do narguilé pode ser compartilhado por várias pessoas em um curto espaço de tempo.

PESQUISA

O consumo de narguilé já atinge ao menos 212 mil brasileiros acima de 18 anos, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde, divulgada em setembro do ano passado.

63% dos que declaram usar o narguilé têm entre 18 e 29 anos. Outros 37% estão entre 30 a 39 anos.

Entre as regiões, o Sul do País se destaca por ter quase metade do total de usuários, ou 46%. Em seguida, estão as regiões Sudeste e Centro-Oeste, com 31% e 20%, respectivamente.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp