02/02/2016 às 10h56min - Atualizada em 02/02/2016 às 10h56min

Em Piranhas, Justiça manda soltar dupla três dias após prisão em flagrante por tráfico de drogas

Segundo o juiz, os indiciados não têm antecedentes criminais e o suposto tráfico de drogas “não se revelou grave”. Elis Regina e Elton Henrique foram soltos sem pagamento de fiança.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Reprodução)

Elis Regina Mendes da Silva e Elton Henrique Silva Santos, que foram presos em flagrante pelo crime de tráfico de drogas no último dia 28 de janeiro, foram postos em liberdade sem pagamento de fiança, após decisão da Justiça. A dupla foi flagrada com cerca de 45 gramas de crack, enquanto desembarcavam de um ônibus no Terminal Rodoviário de Piranhas, na região oeste de Goiás. Eles ficaram presos por três dias e, nesse período, o delegado Ramom Queiroz Rodrigues da Silva chegou a pedir a prisão preventiva dos dois, o que também foi negado pelo judiciário.

No alvará de soltura, o juiz Wander Soares Fonseca alega que os indiciados não têm antecedentes criminais e que o suposto tráfico de drogas “não se revelou grave”.

“Assim, não encontro fundamentos fortes para embasar um decreto de prisão preventiva. Entendo que Elis e Elton preenche os requisitos do art. 313 do Código de Processo Penal. Ora, a prisão cautelar se manifesta como medida absolutamente excepcional, cabendo a concessão da liberdade provisória com a aplicação de outras medidas cautelares”, diz um trecho da decisão do magistrado.

No documento, publicado nesta segunda-feira (1º/02), Wander Soares Fonseca relata que, neste caso do flagrante tráfico de entorpecentes, Elis Regina e Elton Henrique não representam risco a ordem pública. “(...) no presente caso, em que pese estejam presentes os indícios de autoria não vislumbro a ocorrência da violação a ordem pública, a garantia da instrução processual ou a aplicação da lei penal. Isso porque, não existe qualquer elemento de que os indiciados venham a coagir testemunhas, venham a se furtar da aplicação da lei penal ou praticar qualquer outro comportamento que viole a ordem pública capaz de justificar a manutenção da sua prisão cautelar (...)”, decidiu o juiz.

A prisão

Elis Regina Mendes da Silva e Elton Henrique Silva Santos foram presos no fim da tarde do último dia 28 de janeiro, em Piranhas. Walesson Pereira da Silva, marido de Elis Regina e apontado como sendo o responsável por encomendar a droga, também chegou a ser preso, mas foi liberado no dia seguinte por falta de provas.

Segundo a Polícia Militar (PM), o casal Walesson e Elis Regina já era monitorado e uma denúncia levou a prisão em flagrante dos dois e de Elton. Elis seria responsável por buscar as drogas em cidades da região e Walesson estaria vendendo para usuários em Piranhas.

De posse da informação de que a mulher teria se deslocado juntamente com Elton Henrique Silva Santos para Aragarças (GO) em busca de mais entorpecentes, a PM realizou patrulhamentos e montou campana no Terminal Rodoviário.

Walesson foi encontrado na à bordo de uma motocicleta com escapamento adulterado e em companhia de um menor conhecido pela PM pela prática de várias infrações. O veículo foi apreendido e a dupla foi encaminhada para o 2º Pelotão da Polícia Militar para averiguações.

Já no Terminal Rodoviário, os policiais militares conseguiram abordar Elis Regina e Elton Henrique no momento do desembarque dos passageiros. Foi realizada uma busca no ônibus, onde pôde ser encontrada uma pedra de crack de cerca de 45 gramas. A droga estava dentro de uma bolsa que os indivíduos haviam abandonado ao visualizarem a viatura policial.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp