29/03/2016 às 09h12min - Atualizada em 29/03/2016 às 09h12min

Adolescente morre vítima de H1N1 em Goiás, diz Secretaria de Saúde

Vítima tinha 17 anos e morava em Rio Verde; cidade reforçou vacinação. Segundo a SES, estado já registrou outros 4 casos da doença este ano.

Do G1 Goiás
Rio Verde é a cidade com mais casos confirmados - quatro no total (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) confirmou a contaminação de cinco pessoas este ano pela gripe Influenza A/H1N1, sendo que uma delas morreu vítima da doença, em Goiás. Todos os casos ocorreram na região sudoeste, sendo um em Acreúna e quatro em Rio Verde.

A paciente que morreu, segundo a secretaria, é uma adolescente de 17 anos, que morava em Rio Verde. O órgão não deu mais detalhes sobre a vítima.

A secretaria informou ainda que investiga 20 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) que podem estar ligados ao vírus, mas que ainda dependem de exames para confirmação.

Rio Verde concentra o maior número de SRAGs - 12 no total, seguido por Catalão e Acreúna, com dois relatos. Quirinópolis, Cachoeira Alta, Goiânia, Aparecida de Goiânia e Santa Helena de Goiás tiveram uma notificação cada.

Para tentar conter a doença, a prefeitura de Rio Verde deve realizar, ainda nesta semana, a vacinação de grupos prioritários, como crianças menores de cinco anos e pessoas com mais de 60, além de trabalhadores de saúde e gestantes.

O Hospital de Urgências da Região Sudoeste (Hurso) também já disponibilizou leitos de isolamento e Unidades de Terapia Intensiva (UTI), caso seja necessário.

Em 2015, Goiás contabilizou 382 SRAGs, sendo que em apenas um caso foi constatado a contaminação por Influenza A/H1N1. Neste caso, o paciente acabou morrendo.

Sintomas
Os principais sintomas da gripe Influzena A/H1N1 são febre alta com início repentino, tosse, dor de garganta e musculares, além de mal estar intenso. De acordo com a SES-GO, é necessário procurar um posto de saúde urgente, onde poderá ser prescrito o medicamento específico, chamado Tamiflu.

As principais formas de prevenção são lavar as mãos com frequência ou usar álcool em gel e evitar aglomerações de pessoas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp