30/05/2016 às 15h51min - Atualizada em 30/05/2016 às 15h56min

ASMEGO repudia ataque contra gabinete do juiz em Iporá

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Montagem/Divulgação/PM)

A Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (ASMEGO) divulgou nota repudiando o ataque contra o gabinete do juiz Wander Soares Fonseca, da 2ª Vara Cível e Criminal da comarca de Iporá e respondente pela comarca de Piranhas, ambas da região oeste do estado. O magistrado teve sua sala invadida e incendiada. Informações levantadas pela perícia da Polícia Civil indicam que a ação criminosa ocorreu por volta das 3h da madrugada deste domingo (29/05). Segundo os dados preliminares, o autor do delito utilizou-se da janela do gabinete para lançar produto inflamável nos armários. As chamas atingiram todo o cômodo, até o teto, alastrando-se para a sala de audiências. Equipamentos da comarca, como computadores, foram danificados e inúmeros processos queimados. O levantamento completo sobre o impacto do incêndio criminoso está em andamento.

A ASMEGO afirmou que “o ataque representa, além de violação ao local de trabalho, intimidação ao juiz Wander Soares, no exercício de suas funções constitucionais, acabando por atingir toda a magistratura goiana. O ato é uma afronta ao Estado Democrático de Direito e causa danos ao Poder Judiciário, bem como a toda sociedade”. Por fim, a ASMEGO se colocou à disposição dos magistrados de Iporá: diretor do Foro, juiz João Geraldo Machado, juiz Samuel João Martins e, em especial, do juiz atingido pelo ato, Wander Soares Fonseca, assim como de todos os seus associados.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp