17/06/2016 às 12h18min - Atualizada em 17/06/2016 às 12h18min

Filho de policial militar é baleado em Palestina de Goiás

Caso aconteceu em um salão de beleza. Uaquilas Augusto foi ferido na cabeça, no peito e na perna e está em estado gravíssimo.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Reprodução/Facebook)

O filho do policial militar Wanderley Augusto de Araújo, o cabeleireiro Uaquilas Augusto de Sousa, de 27 anos, foi baleado enquanto trabalhava em um salão de beleza durante o início da noite desta quinta-feira (16/06), em Palestina de Goiás, região sudoeste do Estado. De acordo com informações preliminares da Polícia Militar (PM), a vítima levou pelo menos três tiros, sendo um na cabeça, um no peito e um na perna.

Uaquilas é servidor da unidade do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Palestina de Goiás, onde cumpre expediente no período da manhã e, durante a tarde, trabalha em um salão de sua propriedade. Segundo relatos de testemunhas, por volta das 19h10, o homem atendia um de seus clientes, quando indivíduos chegaram em um veículo VW Gol, de cor branca. Nesse momento, um deles entrou no estabelecimento e perguntou o nome do cabeleireiro. Após a resposta e a confirmação de que era mesmo Uaquilas, um dos criminosos começou a atirar.

Após o crime, os indivíduos fugiram, tomando rumo ignorado. Equipes do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) de Iporá e de Caiapônia, do Comando de Operações de Divisas (COD) de Piranhas e da PM da área de Palestina de Goiás e de Caiapônia fizeram buscas por toda a região, mas, até o momento, ninguém foi preso. Não se sabe quantos criminosos participaram do atentado e nem qual foi a motivação.

 Uaquilas Augusto foi socorrido ainda com vida e levado para o Hospital Municipal de Palestina de Goiás. Ele recebeu os primeiros atendimentos e, devido à gravidade dos ferimentos, precisou ser encaminhado para uma unidade de saúde em Goiânia, onde encontra-se internado em um Centro de Terapia Intensiva (CTI). O último boletim médico informou que o estado de saúde do paciente é gravíssimo.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp