06/07/2016 às 10h13min - Atualizada em 06/07/2016 às 10h13min

Agetop divulga condições das rodovias que levam a pontos turísticos de Goiás

Do Goiás Agora
Trecho da GO-060, entre Piranhas e Arenópolis, foi bem avaliado (Foto: Divulgação/Agetop)

Para garantir uma maior trafegabilidade aos usuários neste mês de férias escolares, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) trabalha, desde fevereiro, na manutenção das rodovias pavimentadas e não pavimentadas da malha rodoviária estadual. Em quatro meses as equipes já executaram obras em 15.030 quilômetros, número que engloba os trechos mais utilizados nesse mês de julho, dando boas condições de tráfego aos motoristas que pegarão estrada rumo às cidades turísticas do Estado.

Técnicos da Agetop seguem o cronograma do programa Rodovida Manutenção, realizando reparos localizados na pista, roçagem, limpeza e drenagem nas margens das rodovias. As condições das rotas de acesso aos principais pontos turísticos de Goiás, saindo da capital, são:

Cidade de Goiás: 131 km e Aruanã: 312 km – Pegar a GO-070, no sentido cidade de Goiás. Na cidade acessar a GO-164, passar por Faina e chegar a Araguapaz. De Araguapaz, pegar a rodovia GO-530 até Aruanã.
Situação:
Goiânia-Itauçu: trecho bom (pista dupla); – Inhumas-Itaberaí-Trevo de Mossâmedes: trecho bom (obras de duplicação);
Trevo de Mossâmedes-cidade de Goiás: trecho bom (serviços de conservação); cidade de Goiás-Araguapaz: trecho bom (serviços de conservação); – Araguapaz-Aruanã: trecho bom (serviços de conservação).

Caldas Novas : 165 km e Rio Quente : 175 Km
Sair pela GO-020 até Bela Vista. Após sete quilômetros pegar a GO-147, passar por Piracanjuba e seguir até Morrinhos. Na cidade acessar a GO-213. Nessa rodovia, caso queira seguir para Rio Quente, percorrer cerca de 30 quilômetros e pegar a GO-510 até o destino. Caso queira seguir sentido à Caldas Novas continuar na GO-213.
Situação:

Goiânia-Bela Vista: trecho bom (obras de duplicação); Bela Vista-Piracanjuba: trecho bom, reconstruído;Piracanjuba-GO-213: trecho bom; – GO-213-Caldas Novas: trecho regular, com desvios, requer cuidados (obras de duplicação); -GO-213-Rio Quente: trecho bom.

Aragarças: 398 km. Saída pela GO-060 até Piranhas. Na cidade pegar a BR-158, passar por Bom Jardim de Goiás, até Aragarças.
Situação:
Goiânia-Firminópolis: trecho bom (reconstruído, pista dupla até Trindade; -Firminópolis-São Luís de Montes Belos: trecho bom; – São Luís de Montes Belos-Iporá: trecho bom;- Iporá-Piranhas: trecho bom.

Buriti Alegre 178 km. Saída pela BR-153 em direção a Morrinhos. Ainda na BR-153, após 15 quilômetros de Morrinhos, pegar a GO-419 até Buriti Alegre. Outra opção é continuar pela BR-153 e, após sete quilômetros de Goiatuba, pegar a GO-210 até Buriti Alegre.
Situação:
Morrinhos-GO-419: trecho bom – GO-210-Buriti Alegre: contém buracos esporádicos (previsto serviço de conservação em duas semanas).
Jaraguá: 97 Km e Minaçu (Barragem Serra da Mesa): 487 km
Saída pela GO-080. Passar por Nerópolis em sentido a São Francisco de Goiás. Após São Francisco pegar a BR-153 até Jaraguá. Para os que desejam ir para Minaçu, seguir pela BR até Santa Tereza de Goiás. Em Santa Tereza, pegar a GO-241 e seguir para Minaçu. Para os que possuem como destino a Barragem Serra da Mesa, na cidade de Minaçu pegar o acesso à Barragem.
Situação:
Goiânia-Nerópolis: trecho bom (pista dupla);
Nerópolis-Petrolina—São Francisco de Goiás-BR-153: trecho deteriorado, com desvios, requer atenção (obras de duplicação); – Santa Tereza de Goiás-Campinaçu-Minaçu: trecho bom, reconstruído.

Pirenópolis: 118 km. Saída pela BR-060 até Anápolis. Em Anápolis seguir pela BR-414 em direção a Planalmira. No distrito pegar a GO-338, até Pirenópolis.
Situação:
GO-338 – Pirenópolis: trecho bom (serviços de conservação).

Alto Paraíso : 425 km e Cavalcante : 558 km
Saída de Goiânia pela BR-060 em direção a Anápolis. No município, prosseguir até Brasília. Em Brasília, seguir na direção de Planaltina pelas GO’s 534/430 e pegar a GO-118 no sentido de Alto Paraíso de Goiás. Caso o destino seja Cavalcante, continuar na rodovia até Teresina de Goiás, e pegar a GO-241, até chegar ao destino.
Situação:
Divisa GO-DF-São João D’Aliança: trecho bom, reconstruído;
São João D’Aliança-Alto Paraíso: trecho bom, reconstruído;
Alto Paraíso de Goiás -Teresina de Goiás: trecho bom, reconstruído;
Teresina de Goiás-Cavalcante: trecho bom (serviços de conservação).

Três Ranchos : 292 km
Sair pela rodovia GO-020, e passar por Bela Vista até Pires do Rio. Nesta cidade, pegar a GO-330 até Três Ranchos.
Situação:
Goiânia-Bela Vista: trecho bom, que requer cuidados (obras de duplicação);
Bela Vista-Pires do Rio: trecho bom (serviços de conservação);
Pires do Rio-Três Ranchos: trecho bom (serviços de conservação).

Goianésia: 198 Km. Pegar a GO-080 até a BR-153 no sentido de Jaraguá. Nesta cidade pegar a GO-080 até Goianésia.
Situação:
Goiânia-Nerópolis: trecho bom (pista dupla); Nerópolis-Petrolina-BR-153: trecho bom. Requer cuidados (obras de duplicação);
Jaraguá-Goianésia: trecho bom.
Salto do Itiquira: 316 km. Saída pela BR-060 até Anápolis. Em Anápolis prosseguir na BR-060 até Brasília. Seguir para Formosa na BR-020 e, na cidade, pegar a GO-116 até Salto de Itiquira.
Situação:
Formosa-Salto do Itiquira: trecho bom, reconstruído.

São Simão: 415 km. Saída pela BR-060 até Rio Verde. Em Rio Verde pegar a BR-452. Em seguida pegar a GO-164 (Quirinópolis) e seguir até Paranaiguara. Nesta cidade acessar a BR-364 até chegar em São Simão.
Situação:
GO-164-Quirinópolis: trecho bom (serviços de conservação);
Quirinópolis-Paranaiguara: trecho buracos esporádicos (previsto serviço de conservação em duas semanas).

Lagoa Santa: 420 km. Sair pela BR-060 até Rio Verde. Na cidade, seguir pela GO-174 e posteriormente pegar a GO-422 até Aparecida do Rio Doce. Nesta cidade à esquerda, entrar na BR-364, para em seguida, acessar a GO-206 (Caçu). Nesta rodovia seguir por Caçu, Itarumã e Itajá até Lagoa Santa.
Situação:
GO-174 e GO-422 (Aparecida do Rio Doce): trecho bom (serviços de conservação); BR-364/GO-206 (Caçu) até Itajá: trecho em obras (serviços de conservação com relação à rodovia estadual), que requer cuidados;
Itajá-Lagoa Santa: trecho bom.

Chapadão do Céu (Parque Nacional das Emas): 470 km.
Pegar a BR-060 até Jataí, em seguida pegar a GO-184 com sentido a Serranópolis e Itumirim. Na cidade pegar a GO-206 até Chapadão do Céu. Continuar na GO-206 até o Parque.
Situação:
BR-364-Serranópolis-Itumirim: com relação à rodovia estadual, trecho recebendo serviços de conservação); Itumirim-Chapadão do Céu: trecho bom; Chapadão do Céu-Parque Nacional das Emas: trecho não pavimentado requer cuidados.

Paraúna (Parque Estadual de Paraúna): 159 km. Pegar a GO-060 até Firminópolis. Depois virar à esquerda e pegar a GO-164 no sentido de Paraúna. Na cidade acessar a GO-050, para em seguida, pegar a GO-411 virar à direita indo até o Parque Estadual de Paraúna.
Situação:
Goiânia-Firminópolis: trecho bom, reconstruído, porém, há desvio para Palmeiras de Goiás; Firminópolis-Paraúna: trecho bom, reconstruído;
Paraúna-GO-411: trecho bom (serviços de conservação);
GO-411-Parque Estadual de Paraúna: trecho não pavimentado, bom (serviços de conservação).

Caiapônia: 345 km. Pegar a GO-060 de Goiânia até Iporá. Nesta cidade pegar a GO-221 até Caiapônia.
Situação:
Goiânia-São Luís de Montes Belos: trecho bom, reconstruído, porém, há desvio para Palmeiras de Goiás; São Luís dos Montes Belos- Iporá: trecho bom (serviços de conservação);- Iporá -Caiapônia: trecho bom (serviços de conservação).

Parque Estadual de Serra Ronca : 600 km. Pegar a BR-060 até Brasília. Acessar a BR-020, passar por Alvorada do Norte até Posse. Entrar na GO-108 e seguir até Guarani de Goiás. Na cidade seguir até o Parque.
Situação:
Guarani de Goiás-Parque Estadual de Terra Ronca: trecho regular (não pavimentado).

Bandeirante : 460 km. Sair de Goiânia pela GO-070 até a cidade de Goiás. Em seguida pegar a GO-164 em direção a Faina. Após Nova Crixás seguir cerca de 20 quilômetros e pegar a GO-239 até Bandeirantes.
Situação:
Goiânia-Itauçu: trecho bom (pista dupla);- Itauçu-Itaberaí-Trevo de Mossâmedes: trecho bom que requer cuidados (obras de duplicação);
Trevo de Mossâmedes-cidade de Goiás: trecho bom (serviços de conservação); cidade de Goiás-Mozarlândia-GO-239: trecho bom (serviços de conservação); GO-231- GO-164/Bandeirantes: trecho regular, com problemas pontuais, que requer cuidados (obras de pavimentação programada).


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp