05/08/2016 às 09h33min - Atualizada em 05/08/2016 às 09h33min

Dois ex-prefeitos e dois ex-vereadores de Piranhas são incluidos na lista de fichas sujas do TCM

São inelegíveis quem tem contas rejeitadas por irregularidade insanável. Contas foram rejeitadas por ilegalidades, dano ao erário, infração à norma e outros.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Reprodução)

Para auxiliar a Justiça Eleitoral na apuração dos delitos eleitorais, O TCM GO entregou ao Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE/GO) a lista de gestores públicos que tiveram as contas julgadas irregulares ou com parecer pela rejeição e Piranhas aparece com dois ex-prefeitos, dois ex-vereadores, além de antigos membros do Fundo Municipal de Saúde (FMS), do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) e Instituto de Previdência Municipal (IPASPI), totalizando dezessete nomes inclusos. A Relação vai embasar a decisão do TRE sobre a inelegibilidade ou não de cada gestor, para as eleições de outubro deste ano.

A lista do TCM GO constam nomes de agentes políticos que, por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível da Corte do TCM, tiveram as contas de gestão julgadas irregulares e  as contas de governo com parecer prévio pela rejeição.  

Em Piranhas, os nomes que aparecem na lista são os seguintes:

Ex-prefeitos

Eurides Maria Rosa Naves

Samuel dos Santos Rodrigues

Ex-vereadores

Jesuina Aparecida de Silva Carlos

Juvenil José de Oliveira

Por irregularidades durante atuação no Poder Executivo

Leonidio Rodrigues de Souza

Por irregularidades durante atuação no Fundo Municipal de Saúde (FMS)

Anteglon Francisco de Sousa

Leonidio Rodrigues de Souza

Janice Pereira Nery

Laira Cristina Barbosa Silva

Nadyr Dias de Magalhaes

Por irregularidades durante atuação no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB) e/ou no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF)

Cleia Maria Lelis Torres Silva

Samuel dos Santos Rodrigues

Ledyanne Pereira dos Santos Torres

Lindaura Tavares de Lima

Sirley Alves da Silva

Por irregularidades durante atuação no Instituto de Previdência Municipal (IPASPI)

Adalberto Claudio Pereira

Denise Marques Wanderley Sousa

João Batista

Shirley Alves de Souza Fernandes

De acordo com a Lei nº 9.504, 1997 (Lei das Eleições), os Tribunais e Conselhos de Contas deverão tornar disponíveis à Justiça Eleitoral relação dos que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado”.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp