24/10/2016 às 10h12min - Atualizada em 24/10/2016 às 10h12min

Comarca de Piranhas terá novo juiz à partir de novembro

Jotta Oliveira - com informações do TJGO
Tribuna Piranhense
Os decretos, com as nomeações, serão publicados no dia 4 de novembro e a atuação começa no dia 7 do mesmo mês (Foto: Assessoria/TJGO)

A posse dos 46 juízes substitutos na tarde da última sexta-feira (21/10), em solenidade realizada no Plenário do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), deve acabar com a falta de magistrados na comarca de Piranhas e em outras do interior do Estado, uma vez que todas serão providas com, pelo menos, um juiz. A informação foi dada pelo presidente do TJGO, desembargador Leobino Valente Chaves.

“A vitória dos concursados representa resposta e alívio às constantes e justas reivindicações da comunidade, especificamente daqueles municípios cujas comarcas, em face do número insuficiente de magistrados, enfrentaram situação de vacância, mas estarão agora providas em sua totalidade”, destacou Leobino Valente.

A comarca de Piranhas é atendida, atualmente, pelo juiz Wander Soares Fonseca que é titular da 2ª Vara Cível e Criminal da comarca de Iporá.

Segundo o TJGO, a escolha das comarcas segue critério de classificação no certame. Os decretos serão publicados no dia 4 de novembro e a atuação começa no dia 7 do mesmo mês. Serão, ao todo, preenchidas vagas em quatro comarcas intermediárias – Minaçu, Niquelândia (que terá dois juízes), Porangatu e Posse – e 28 de intrância inicial – Alexânia, Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Aragarças, Aruanã, Cachoeira Alta, Cachoeira Dourada, Campinorte, Campos Belos, Cavalcante, Flores de Goiás, Iaciara, Itapuranga, Itapaci, Mara Rosa, Maurilândia, Montes Claros, Montividiu, Mozarlândia, Nova Crixás, Piranhas, Rubiataba, Santa Terezinha, São Domingos, São Luís dos Montes Belos, São Miguel do Araguaia e São Simão.

Segundo o juiz-auxiliar da presidência, Romério do Carmo Cordeiro, o TJGO realizou um levantamento para verificar quais comarcas necessitam de mais apoio – com maior entrada de casos novos e maior número de acervo por juiz.

“Com base nesses números, foi apontado que Palmeiras de Goiás, Valparaíso de Goiás, Senador Canedo e Guapó também deveriam ter mais um magistrado cada”, afirmou Romério do Carmo.

Além disso, os recém-empossados, vão atuar para cobrir licenças-maternidade ou afastamento por motivo de saúde de outros magistrados em Aparecida de Goiânia, Cristalina, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Turvânia. Quatro restantes ficarão em Goiânia para, também, cobrir afastamentos e licenças.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp