01/12/2016 às 17h12min - Atualizada em 01/12/2016 às 17h12min

Corpo de jovem é encontrado enterrado debaixo de piso de casa e com sinais de tortura, em Piranhas

O corpo de Claudio Rodrigues Santos Júnior foi encontrado enterrado debaixo do piso de uma casa. Rapaz teve as mãos amarradas e a cabeça coberta por um saco plástico.

Jotta Oliveira - em Piranhas
Tribuna Piranhense
(Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)

Após investigações que duraram cerca de 10 dias, a Polícia Civil localizou o corpo de Claudio Rodrigues Santos Júnior, de 22 anos, que estava desaparecido desde o último dia 19 de novembro. Segundo informações de um dos investigadores que cuidam do caso, o cadáver foi encontrado durante a manhã desta quinta-feira (1º/12), com as mãos amarradas para trás, com um saco plástico na cabeça e com vários ferimentos pelo corpo, aparentando, inclusive, ter sido perfurado por objeto cortante. O jovem foi morto e enterrado debaixo do piso de uma casa alugada por seus assassinos, no Setor Santo Antônio, em Piranhas, região oeste de Goiás.

Conforme apurou a polícia, Claudio teria sido torturado e assassinado no mesmo dia em que saiu de casa pela última vez (19 de novembro) e no mesmo local onde seu corpo foi achado. Ele teria ido até o local do crime a convite de José Walesson Oliveira, vulgo Patati, e de Carlos Eduardo Garcia Duarte, o Patata.

De acordo com o delegado Ramon Queiroz, a vítima possuía envolvimento com furtos, roubos e clonagem de veículos e com o tráfico de drogas. “Em razão de suposta briga pelo espaço nesses crimes, o José Walesson e seu comparsa convidaram Claudio para usarem drogas e, ali, o mataram”, relata o delegado.

Ramon Queiroz conta ainda que, após tirar a vida do rapaz, os criminosos quebraram o piso de um cômodo, abriram uma cova, jogaram o corpo e cobriram com terra e uma camada de cimento. “Pelo motivo da residência ser de aluguel, os bandidos terem desaparecido logo após o homicídio e o local ter ficado vazio, foi mais difícil desvendar a ação. Mas fomos em busca de depoimentos e outras pistas e tivemos este desfecho”, explica Ramon.

Os policiais chegaram até José Waleson (foto abaixo) após descobrir que ele encontra-se preso em Rio Verde, por ter praticado um assalto recentemente. Carlos Eduardo está foragido.

12 dias sem notícias

Claudio Rodrigues Santos Júnior saiu de casa, no dia 19 de novembro, dizendo que iria comprar um lanche e não deu mais notícias. No dia seguinte ao desaparecimento, a moto do jovem foi encontrada em uma área de construção, com a chave na ignição, o que, segundo a polícia, foi colocada ali pelos criminosos para confundir as ações de investigação.

Velório e sepultamento

Devido ao adiantado estado de composição do corpo, a família informou que não haverá velório. Está marcado um momento de despedidas para o Cemitério Municipal São Miguel, por volta das 19h e, logo após, ocorrerá o sepultamento.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp