15/03/2017 às 17h03min - Atualizada em 15/03/2017 às 17h03min

Manifestantes fazem ato em Piranhas contra a reforma da Previdência

Ato foi convocado pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Piranhas (Sindsemp). Cerca de 60 pessoas se reuniram na Praça Santo Antônio.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Manifestantes se reuniram na Praça Santo Antônio (Foto: Divulgação/Sindsemp)

Servidores públicos municipais e estaduais e representantes de outros segmentos participaram de um ato contra a reforma da Previdência, na manhã desta quarta-feira (15/03), em Piranhas, região oeste de Goiás. Cerca de 60 pessoas se reuniram na Praça Santo Antônio, no Centro.

A mobilização foi convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Piranhas (Sindsemp). A ação fez parte de uma série de concentrações que aconteceram na capital do Estado e em várias cidades do interior, além de outras regiões do país.

Os manifestantes fizeram discursos criticando a reforma da Previdência e mudanças trabalhistas propostas pelo governo Temer. Em entrevista à Rádio Satélite FM, o presidente do Sindsemp, Wesley Faustino, que também é vereador pelo PP em Piranhas, disse que o sindicato é contra as mudanças propostas pelo Poder Executivo Federal.

“A reforma da Previdência é um absurdo dos absurdos. O que o governo federal quer fazer é acabar com a previdência e isso vai dificultar, e muito, a vida dos trabalhadores que sonham com uma aposentadoria digna no futuro. Não podemos deixar isso acontecer. Temos que lutar", disse Wesley Faustino.

Serviços
Por causa da manifestação em Piranhas, sete das oito unidades escolares do município ficaram sem aulas. De acordo com Secretaria Municipal de Educação, todas as três escolas municipais ficaram fechadas nesta quarta-feira. Ainda segundo o órgão, a reposição do dia letivo ocorrerá no dia 7 de abril. As creches não tiveram as suas atividades afetadas e as crianças foram recebidas normalmente.

Na esfera estadual, quatro das cinco unidades escolares cancelaram as aulas. Somente a Escola Estadual Francisco Magalhães Seixas teve dia letivo normal.

Não há informações sobre outros setores da administração pública estadual e municipal afetados.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp