24/05/2017 às 14h57min - Atualizada em 24/05/2017 às 14h57min

Homem é preso acusado de estuprar e engravidar a enteada de 14 anos, em Piranhas

Mãe da vítima denunciou o crime. Exames revelaram que a garota está na 6ª semana de gestação.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução/Ilustrativa)

Investigações da Polícia Civil levaram a prisão de um homem suspeito de estuprar e engravidar a enteada de 14 anos, em Piranhas, na região oeste de Goiás. Sebastião Pereira dos Santos, de 44 anos, teve seu mandado de prisão preventiva cumprido durante a manhã desta quarta-feira (24/05). O inquérito policial corre em sigilo, porém, o Tribuna Piranhense teve acesso a uma fonte que atuou na apuração dos fatos e, segunda essa fonte, a ação foi deflagrada após denuncia da mãe da vítima.

Conforme apuração da nossa reportagem, Sebastião mantinha um relacionamento com a mãe da menina há cerca oito anos. A família vivia em uma propriedade rural, nas proximidades da cidade de Piranhas, onde o suspeito prestava serviços.

Nos últimos dias, a garota começou a sentir dores abdominais e náuseas. “A mãe da vítima, vendo a filha sentir-se mal, resolveu procurar um médico na última segunda-feira (22/05) e, lá, após a menina ser examinada, ficou constatado que ela está grávida e na 6ª semana de gestação”, informou a fonte.

Após a confirmação de que a filha espera um bebê, a mãe, imediatamente, pressionou a adolescente para que contasse quem seria o pai. ”Neste momento a menina disse que o padrasto abusava dela e que já havia acontecido por duas vezes. Depois disso, o Conselho Tutelar foi acionado e a mãe procurou a Polícia Civil para que as providências fossem tomadas”, diz a fonte do Tribuna Piranhense.

A vítima foi ouvida por agentes da Polícia Civil de Piranhas, com a presença do Conselho Tutelar, e disse que nunca consentiu com os atos sexuais. “A menina disse que sempre tratou Sebastião como pai e que, nos últimos tempos, ele teria começado a acedia-la. O primeiro abuso teria acontecido após o homem ter presenteado a garota com um celular – no dia seguinte ao presente, a menina foi levada para uma região de mata e a violência sexual aconteceu. O segundo abuso sexual teria acontecido no mês de março deste ano e, neste momento, a adolescente engravidou. Daí em diante, Sebastião começou a proferir ameaças, com o objetivo de evitar que tudo viesse à público”, relata a fonte.

Diante das evidências, na terça-feira (23/05), a garota foi submetida a uma perícia da Polícia Técnico-Ciêntifica de Iporá, onde ficou comprovada a conjunção carnal. “De pronto, já foi solicitado, junto ao Poder Judiciário, o mandado de prisão preventiva do suspeito. A resposta da Justiça foi rápida e foi possível sair em busca do indivíduo”, explica a fonte.

Sebastião Pereira dos Santos foi localizado pelos policiais na casa de sua mãe, no Setor Santo Antônio, pois já havia pedido demissão e deixado a fazendo onde trabalhava e morava. No momento da prisão, o homem não esboçou nenhuma reação e, na delegacia, confirmou ter tido relações sexuais com a enteada, mas, porém, “com consentimento da menina”. Não foram divulgados mais detalhes do depoimento do acusado.

Por telefone, o delegado Ramon Queiroz Rodrigues da Silva afirmou que a polícia reuniu fortes indícios da autoria do crime. ”Após o depoimento, o suspeito ficará preso e a disposição da Justiça”, disse o delegado.

Sebastião foi levado para a Cadeia Pública de Piranhas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp