17/08/2017 às 21h45min - Atualizada em 17/08/2017 às 21h45min

Morre Jeová Câmara, uma das primeiras professoras do município de Piranhas

Professora de 85 anos morreu após complicações causadas por um tratamento para combater um linfoma no intestino.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Jeová Câmara Magalhães morreu aos 85 anos (Foto: Arquivo familiar)

Faleceu, na madrugada desta quinta-feira (17/08), no Hospital Santa Helena, em Goiânia, Jeová Câmara Magalhães, uma das primeiras professoras a lecionar no município de Piranhas, região oeste de Goiás. Segundo a família, a morte aconteceu por complicações causadas pelo tratamento de um linfoma no intestino.

Jeová Câmara Magalhães nasceu no município de Porto do Sítio (GO), no ano de 1932. Aos 21 anos, em 1953, após convite dos gestores da época, Jeová se mudou para a recém-emancipada cidade de Piranhas e começou a dar aulas para crianças na Escola Joaquim Teodoro, onde trabalhou até 1973.

A professora teve oito filhos, dentre eles o ex-vereador por Piranhas, Jairo Câmara. No dia 4 de janeiro de 1974, ela e a família foram para Caiapônia, vivendo lá até 1977, quando conseguiu trabalho em Jataí, onde se aposentou após 32 anos de magistério e viveu até os dias atuais.

O corpo de Jeová Câmara Magalhães está sendo velado no Memorial Bom Pastor, no Cemitério São Miguel, em Jataí. O sepultamento está marcado para as 9h da manhã desta sexta-feira (18/08).


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp