11/09/2017 às 10h31min - Atualizada em 11/09/2017 às 10h31min

Começa a Campanha Nacional de Multivacinação

Campanha Nacional de Multivacinação começou nesta segunda-feira (11) e segue até o dia 22.

(Foto: Reprodução)

Começou nesta segunda-feira (11/09) e vai até o dia 22 de setembro, a Campanha Nacional de Multivacinação. Crianças e adolescentes menores de 15 anos devem comparecer a um posto de vacinação para conferir se a caderneta está em dia. O objetivo da campanha é resgatar não vacinados ou completar esquemas vacinais conforme o Calendário Nacional de Vacinação. A multivacinação é uma estratégia onde em um único momento são oferecidas à população-alvo várias vacinas ao mesmo tempo, a fim de melhorar a cobertura vacinal e como resultado a redução das doenças imunopreveníveis no país. O Dia D acontece no dia 16, sábado.

Serão oferecidas para esse público vacinas que protegem contra várias doenças como tuberculose, difteria, tétano, coqueluche, meningite C, hepatite A e B, poliomielite, rotavírus, pneumonia, HPV, febre amarela, sarampo, caxumba, rubéola e varicela.

Em todo o Estado 959 postos fixos serão disponibilizados para receber esse público, e no sábado, dia 16 de setembro ocorrerá o dia D, onde as unidades estarão abertas das 8h às 17h.

A gerente substituta da Imunização e Rede de Frio do Estado, Joice Dorneles, destaca a importância de atualizar o cartão. “Na Campanha de Multivacinação são oferecidas as vacinas da rotina, a fim de melhorar a cobertura vacinal e assim manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis, e otimizar a logística dos serviços de saúde. Nessa campanha procura-se administrar vacinas de forma seletiva e possibilitar a atualização da Caderneta de Vacinação’’, diz.

Joice alerta que é fundamental que toda a população alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação. Isso é importante para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal preconizado pelo PNI”, finaliza.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp