19/09/2017 às 14h17min - Atualizada em 19/09/2017 às 14h17min

Trio é morto após reagir à abordagem e atirar contra viatura do COD na GO-188, em Piranhas

Grupo não cumpriu ordem de parada dos policiais do COD e atiraram contra a viatura. Pai e seus dois filhos foram mortos no confronto.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Polícia apreendeu armas usadas pelos criminosos durante a troca de tiros (Foto: Divulgação)

Um homem e seus dois filhos morreram após atirarem contra uma viatura do Comando de Operações de Divisa (COD), no final da tarde desta segunda-feira (18/09), em Piranhas, região oeste de Goiás. Segundo a polícia, Francelino Pereira da Silva [pai], de 40 anos, Frank Bruno Pereira de Oliveira, de 19 anos, e Danilo Pereira de Oliveira, sem idade divulgada, trocaram tiros com os militares do COD durante uma abordagem na GO-188.

De acordo com a Polícia Militar (PM) de Piranhas, a equipe de serviço foi contatada por um produtor rural que disse ter sido vítima de um roubo há alguns dias e que tinha acabado de reconhecer os responsáveis enquanto trafegava pela rodovia que liga Piranhas à Doverlândia.

“Um cidadão entrou em contato e disse que viu os responsáveis por cometer um roubo em sua propriedade. Diante da informação, eu e o sargento César deslocamos até a rodovia, com o apoio do COD e, próximo ao Córrego Macaquinho, deparamos com um veículo Saveiro trafegando em direção à cidade de Piranhas, sendo conduzido em alta velocidade pelo Francelino e com outros dois ocupantes. Imediatamente, alertamos a equipe do COD que vinha na retaguarda e a abordagem foi feita”, relata o cabo Jean, que participou da ação.

Ao receber a ordem para parar, o grupo reagiu e atirou contra a viatura do COD. Houve troca de tiros e os três criminosos foram atingidos. Eles foram socorridos pelos policiais ainda com vida e levados para o Hospital Municipal de Piranhas, mas não resistiram aos ferimentos. Nenhum policial ficou ferido.

O trio estava de posse de dois revolveres calibre 38 e um de calibre 32, além de munições não deflagradas de calibre 12.

Conforme dados da Polícia Civil, Francelino, Frank Bruno e Danilo estavam sendo investigados por vários crimes de furto, roubo, homicídio, dentre outros nas regiões oeste e sudoeste do Estado.

Francelino fugiu da Cadeia Pública de Caiapônia em maio deste ano e era procurado desde então. Frank e Danilo eram suspeitos de dois homicídios ocorridos em Caiapônia este ano, que vitimaram uma menor de idade e um idoso.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp