19/12/2017 às 18h32min - Atualizada em 19/12/2017 às 18h32min

Polícia Civil de Piranhas prende dois homens por envolvimento em furtos de gado

Funcionário confessou que furtou gado dos patrões e de uma fazenda vizinha a que ele trabalhava desde setembro deste ano. Animais foram vendidos para um amigo do autor dos furtos.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Um caminhão precisou ser fretado para devolver os animais aos donos (Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)

Dois homens foram presos, no final da manhã desta terça-feira (19/12), acusados de participar furto de gado em propriedades da zona rural de Piranhas. De acordo com a Polícia Civil, denúncias das vítimas levaram até Daniel Fernandes Alves, de 20 anos, que confessou ter furtado 5 animais de uma fazenda onde ele era funcionário e outros 5 de um vizinho de seus patrões. O produto dos crimes foi vendido para Cleber Pereira dos Santos, de 27 anos, amigo do autor confesso. Os dois indivíduos foram localizados e detidos em Bom Jardim de Goiás.

As investigações da Polícia Civil de Piranhas começaram após o proprietário da Fazenda Instância Planalto, Sebastião Teodoro de Faria, perceber que estavam faltando bovinos no seu rebanho e procurar a Delegacia.

“Conforme o que foi apurado até agora, a ação criminosa começou a ser descoberta no dia 10 de dezembro, quando o irmão da proprietária da Fazenda São Cristóvão viu o Daniel embarcando dois animais. Neste momento, já se suspeitava do sumiço de algumas cabeças de gado. Ao ser questionado, ele [Daniel] disse que os bovinos eram dele”, relatou o agente Felipe Thiago Amaral, que participou das prisões.

Passados dois dias da retirada dos animais, no dia 12 de dezembro, Daniel entrou em contato com sua patroa, Solange Borges, contou que tinha praticado o furto e devolveu o que tinha levado. “Ele [Daniel] ligou para a senhora Solange, disse que estava arrependido do que fez e que estava devolvendo o gado. Ressaltando que, nos depoimentos, foi relatado que o Daniel devolveu os dois bovinos acompanhado de Cleber e, depois disso, não mais voltou à Fazenda São Cristóvão, nem para fazer o acerto dos serviços que prestava desde setembro deste ano”, conta o policial Felipe.

Preocupada, Solange Borges solicitou que fosse feita uma verificação em seu rebanho e constatou outros três sumiços. “A vítima então resolveu comentar o fato com os irmãos Estevão Teodoro de Faria e Sebastião Teodoro de Faria, proprietários da fazenda vizinha a dela. Os fazendeiros também fizeram uma contagem e descobriram que tinham sido vítimas do mesmo crime, pois haviam desaparecido 1 fêmea e 4 machos”, disse Felié Thiago.

De posse das informações, que foram recebidas na segunda-feira (18/12), os policiais da Delegacia de Piranhas realizaram diligências e descobriram que Daniel Fernandes Alves e Cleber Pereira dos Santos estariam em Bom Jardim de Goiás, onde residem atualmente. As prisões foram realizadas por volta das 11h da manhã desta terça-feira (19/12). As 8 cabeças de gado furtadas estavam na Fazenda São Sebastião, na zona rural bom-jardinense, e, com isso, um caminhão precisou ser fretado para enviá-las de volta aos donos.

Cleber nega participação em qualquer tipo de crime e disse, em depoimento, que adquiriu os animais pagando o preço de mercado. Porém, ele deve ser autuado por receptação por, de acordo com a polícia, haver indícios que o ligam aos atos criminosos, como, por exemplo, o possível uso de um veículo de sua propriedade nas ações. Já Daniel será autuado por furto.

Os dois homens foram ouvidos na Delegacia da Polícia Civil de Piranhas e, como não foram presos em flagrante, ficarão em liberdade.

Conforme levantamento da Polícia Civil, caso não ocorresse a recuperação do gado, o prejuízo para as vítimas seria de cerca de R$15 mil.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp