19/04/2018 às 20h02min - Atualizada em 19/04/2018 às 20h02min

Leilões arrecadam quase R$ 500 mil para a Prefeitura de Piranhas

Lei municipal veda a aplicação das receitas obtidas com os leilões para quitar despesas correntes, como pagamentos de salários de servidores, por exemplo. Prefeito Eric Silveira diz que recursos serão investidos na recuperação da pavimentação de ruas e avenidas.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Juliana Oliveira/Tribuna Piranhense)

O Governo Municipal de Piranhas divulgou, nesta quinta-feira (19/04), o resultado financeiro de dois leilões – de móveis e imóveis – realizados no último dia 10 de abril. De acordo com os dados apresentados pelo Departamento de Comunicação da Prefeitura (DCPP), as vendas e alienações renderão um total de R$ 493.242,42, sendo R$ 247.448,49 de forma imediata, através dos pagamentos à vista pelos veículos e sucatas e pelos depósitos bancários referentes aos sinais (entradas) na aquisição das áreas públicas, e outros R$ 245.793,93 que serão quitados em até 20 parcelas.

Os leilões de móveis e imóveis foram conduzidos pelo leiloeiro Eduardo Vinícius Fleury Lôbo da Leilomaster e assistido pela Comissão Especial de Licitação da Prefeitura de Piranhas que é presidida por João Coelho Filho. Aconteceram duas sessões distintas na Garagem Municipal e no Auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Piranhas.

Foram oferecidos carros, moto, caminhões, ônibus, ambulâncias, maquinários diversos, sucatas, e outros. A lista de bem postos a disposição para lances também foi composta de 27 terrenos localizados no Loteamento Brisa da Mata. A nota do DCPP não especifica quantas unidades foram vendidas/alienadas.

De acordo com a Lei 433, de 9 de outubro de 2015, as receitas auferidas com os leilões não poderão ser aplicadas para o financiamento de despesas correntes, como pagamentos de salários de servidores, por exemplo, devendo ser aplicadas somente em investimentos na área de infraestrutura e mobilidade urbana, pavimentação asfáltica, pavimentação em paralelepípedo, iluminação  pública, sinalização urbana, aquisição de terrenos para implantação de novo cemitério e/ou plano e projetos de saneamento básico.

Em entrevista ao Tribuna Piranhense, o prefeito Eric Silveira (Progressistas) disse que, como determina a legislação vigente, a totalidade dos recursos será investida na recuperação de ruas e avenidas do Município com o uso de paralelepípedos.

“Os leilões foram um sucesso, graças à qualidade da empresa que o executou, à comissão responsável pelos mesmos, aos jornais locais e a todos que participaram dos atos. O dinheiro arrecadado será usado com responsabilidade, diante do que preconiza a Lei 433 de 2015”, disse Eric.

O prefeito de Piranhas também agradeceu a toda população e garantiu “que, logo, serão vistos os resultados da aplicação dos recursos arrecadados”.

Com estes dois leilões, a Prefeitura de Piranhas chega a 4 eventos de venda de bens públicos em menos de três anos. Nos últimos dois, promovidos pela gestão do ex-prefeito André Ariza (Progressistas), foi arrecadado um montante de aproximadamente R$ 670 mil. Em 2015, foram leiloados 39 bens móveis no dia 30 de julho, que resultaram num valor de R$ 156.8 mil. Já em março de 2016, foram vendidos 15 das 42 áreas públicas também do Loteamento Brisa da Mata, oferecidas em uma sessão dirigida também pela equipe da Leilomaster.

Na época em que os leilões aconteceram, o Departamento de Comunicação da Prefeitura (DCPP) informou que os valores arrecadados seriam revertidos em investimentos em obras consideradas prioritárias, como a construção de um novo cemitério municipal e o recapeamento de alguns pontos críticos da malha asfáltica do Município.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp