07/05/2018 às 18h55min - Atualizada em 07/05/2018 às 18h55min

Pastor de igreja evangélica do município de Piranhas morre em acidente na GO-174

Diogo Pires de Melo morreu após o veículo que ele dirigia se envolver em uma colisão envolvendo dois caminhões.

Tribuna Piranhense - com informações do G1 Goiás
Jotta Oliveira
Diogo Pires de Melo morreu após se evolver em um acidente com dois caminhões na GO-174 (Foto: Reprodução/Rede Social)

O pastor Diogo Pires de Melo, de 39 anos, morreu durante a tarde desta segunda-feira (7/07), após um acidente na GO-174, entre Rio Verde e Montividiu, na região sudoeste do Estado. Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), dois caminhões e a caminhonete dirigida pela vítima fatal se envolveram em uma batida.

A PRE, que esteve no local do acidente para fazer a segurança e controlar o transito, informou que o motorista de um dos caminhões bateu na traseira da caminhonete dirigida pelo pastor Diogo Pires, desceu do veículo, fugiu sem prestar socorro e ainda não foi encontrado.

Conforme o tenente da PM, José Alves dos Anjos, o caminhão que vinha atrás da caminhonete prensou o carro da vítima contra a carreta que estava à frente. “Chegando no local, tivemos a informação de que o condutor da última carreta, após o ocorrido, evadiu-se do local, tomando rumo ignorado”, disse à imprensa.

Ainda conforme o tenente, o motorista do caminhão que trafegava na frente prestou as informações necessárias e foi liberado, sem ter passado por teste do bafômetro. De acordo com a PM, não houve necessidade de testá-lo porque a dinâmica do acidente não indicava que ele poderia ter contribuído com a batida.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para atender a ocorrência, mas, quando as equipes de socorristas chegaram, Diogo Pires já estava sem vida.

O Instituto Médico Legal (IML) de Rio Verde foi chamado para realizar a perícia no local da colisão e para a retirada do corpo.

Não há informações se há outras vítimas. A GO-174 ficou com transito interrompido por várias horas e já foi liberado.

Diogo Pires de Melo era natural de Rio Verde, casado, tinha dois filhos e, atualmente, pastoreava na Igreja Assembleia de Deus Missão, de Piranhas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp