25/06/2014 às 07h44min - Atualizada em 25/06/2014 às 07h44min

Marconi lidera corrida para o governo de Goiás

Governador tucano tem 8,1 pontos percentuais à frente de Iris Rezende (PMDB) e vence todas as simulações de segundo turno

Helton Lenine - em Goiânia
Diário da Manhã

O governador Marconi Perillo (PSDB) lidera com folga a disputa pelo governo de Goiás, mostra pesquisa do Instituto Veritá realizada entre os dias 18 e 21 de junho. Segundo o levantamento, o tucano tem 41,3% das intenções de voto, e está 8,1 pontos percentuais à frente do ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB), que aparece com 33,2% das intenções.

Na terceira posição aparece o ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso (PSB), que tem 11,3% das intenções. A seguir, na quarta posição, aparece o ex-prefeito de Anápolis Antônio Gomide (PT), que tem 5% das intenções de voto. Os eleitores que afirmam que votariam em branco ou nulo somam 6,2% dos entrevistados e os que afirmam não saber em quem votar ou não responderam totalizam 3%.

O Instituto Veritá calculou os votos válidos da disputa eleitoral – esta é a forma como o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) apresenta os resultados. Nesse caso, Marconi tem 45,4% dos votos e Iris aparece com 36,6%. Vanderlan, por sua vez, tem 12,4% das intenções de voto e Gomide, 5,5%.

O Veritá  entrevistou 2.065 eleitores em todas as regiões do Estado. A margem de erro do levantamento é de 2,16 pontos percentuais, para mais ou para menos. O instituto realizou a pesquisa com recursos próprios. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)  sob o número de protocolo BR-00176/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), sob número de  protocolo GO-00040/2014

Pesquisa 

Espontânea

No levantamento espontâneo, em que o eleitor escolhe o candidato de sua preferência sem a cartela de candidatos, Marconi lidera com 17,5% das intenções, diante de 7,8% de Iris, 1,9% d Vanderlan Cardoso e de 0,8% de Gomide. Júnior Friboi (PMDB), que renunciou à candidatura, tem 0,4%. Os eleitores indecisos somam 67,5% e os que votariam em branco ou nulo, 4,1%. Em votos válidos, Marconi tem 61,7%, Iris aparece com 27,6%, Vanderlan tem 6,6%, Gomide aparece com 2,7% e Friboi, com 1,4%.

Segundo turno

Marconi também lidera todas as simulações de segundo turno, mostra o instituto. O Veritá apresentou os porcentuais em votos válidos para estas simulações. O tucano tem 45,6% das intenções e Iris aparece com 39,7%. Os eleitores que afirmam que votariam em branco ou nulo somam 10,8% e os que não responderam ou não sabem, 3,8%. Em votos válidos, o tucano tem 53,5% das intenções de voto, diante de 46,5% do peemedebista.

Quando o adversário é Vanderlan, a vantagem se amplia: Marconi tem 52,5% das intenções de votos e o pessebista, 27,4%. Os eleitores quem votariam em branco ou nulo somam 15% e 5% não sabem ou não responderam.  Em votos válidos, o governador tem 65,7% das intenções de voto e aparece com 34,3%. 

O governador tinge o maior porcentual das simulações de segundo turno no embate contra Gomide. Marconi alcança 55,5% das intenções, diante de 20,7% do petista. Os eleitores que votariam em branco ou nulo somam 19,1% e 4,6% não responderam ou não saberiam em quem votar. Em votos válidos, Marconi atinge 72,8% das intenções de voto, diante de 27,2% do ex-prefeito de Anápolis.

Caiado lidera com 34,3%, Vilmar tem 13,1% para o Senado

O deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) lidera a disputa para o Senado, mostra a pesquisa do Instituto Veritá, realizada entre os dias 18 e 21 de junho. Segundo o levantamento, o democrata tem 34,3% das intenções de votos, diante de 26,5% da suplente de deputada federal Marina Sant’Anna (PT). O deputado federal Vilmar Rocha (PSD) vem a seguir, com 13,1%. Aguimar Jesuíno tem 1,8% das intenções.

Os eleitores que afirmam que votariam em branco ou nulo somam 19,2% dos entrevistados. Já 13,8% não saberiam em quem votar ou não responderam. O Instituto Veritá entrevistou 2.065 eleitores em todas as regiões do Estado. A margem de erro do levantamento é de 2,16 pontos percentuais, para mais ou para menos. O instituto realizou a pesquisa com recursos próprios. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO).

O Instituto Veritá calculou os votos válidos da disputa eleitoral para o Senado – esta é a forma como o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) apresenta os resultados. Caiado tem 51,2% das intenções de votos, Marina aparece com 26,5%, Vilmar tem 19,6% e Aguimar aparece com 2,7% das intenções de votos.

46% aprovam administração do tucano

A administração do governador Marconi Perillo é aprovada por 46,3% dos eleitores goianos, mostra pesquisa realizada pelo Instituto Veritá. Segundo o levantamento, realizado entre os dias 18 e 21 de junho, 8,5% dos entrevistados consideram o governo do tucano ótimo e 37,8% o classificam como bom.

O índice de desaprovação é de 20,3%, mostra o levantamento. Para 9,5% dos eleitores a administração estadual é considera ruim e 10,8% a veem como péssima. Já 33% não aprovam nem desaprovam o governo, classificando-o como regular. Já a forma como Marconi governa o Estado é aprovada por 62,3% dos eleitores, diante de 36,6% que desaprovam o estilo do tucano de comandar o Governo de Goiás.

Aprovação a Marconi indica vitória

A pesquisa realizada pelo Instituto Veritá sobre a aprovação à administração Marconi Perillo é a segunda em menos de uma semana a apontar que os índices de ótimo e bom obtidos pela gestão tucana pavimentam a vitória da base aliada na disputa eleitoral de outubro. Segundo o Veritá, para 46,3% dos eleitores a gestão tucana é ótima ou boa. Pesquisa Fortiori publicada nesta segunda-feira no DM mostra que a aprovação ao governo é de 46%.

O cientista político Alberto Carlos de Almeida, autor dos livros best sellers “A Cabeça do Eleitor” e “A Cabeça do Brasileiro” avalia que os índices de aprovação ao governo de Marconi Perillo, na casa de 44% (soma dos índices de ótimo e bom), aponta para a reeleição do tucano. 

Autor de um amplo estudo em que avaliou 104 eleições brasileiras para governador, entre 1998 e 2010, Alberto Carlos afirma que em 100% dos casos onde os governadores, às vésperas da campa nha, possuíam 44% ou mais de “ótimo e bom” alcançaram a reeleição. Na outra ponta do estudo do cientista político, os resultados apontam que governantes com 34% ou menos de índices de ótimo e bom perdem a reeleição também em 100% dos casos.

Dilma lidera,mas segundo turno aponta indefinição

A presidente Dilma Rousseff (PT) lidera a disputa para o Palácio do Planalto na preferência do eleitor de Goiás, mostra pesquisa Veritá realizada entre os dias 18 e 21 de junho. A petista tem 31,7% das intenções de votos, diante de 22,9% do senador Aécio Neves, candidato do PSDB, e de 9,2% do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

Na quarta colocação aparece o Pastor Everaldo, com 3,9% dos entrevistados. Os demais candidatos atingiram índices inferiores a 1% das intenções de voto. Os eleitores que afirmam que votariam em branco ou anulariam o voto totalizam 18,5% das intenções. Outros 11,5% disseram não saber ou não responderam em quem votar.

O Instituto Veritá entrevistou 2.065 eleitores em todas as regiões do Estado. A margem de erro do levantamento é de 2,16 pontos percentuais, para mais ou para menos. O instituto realizou a pesquisa com recursos próprios. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO).

O Instituto Veritá calculou os votos válidos da disputa eleitoral – esta é a forma como o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) apresenta os resultados. Nesse caso, Dilma tem 45,2% das intenções de votos, Aécio aparece com 32,7% e Eduardo Campos, com 13,2%. Pastor Everaldo vem logo a seguir, com 5,5% das intenções e Magno Malta com 1,1%. Os demais nomes da disputa pela Presidência não atingiram 1% das intenções de votos válidos.

Na pesquisa espontânea, Dilma aparece com 12,5% dos votos, seguida por Aécio, que tem 8%, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tem 3,1% e por Eduardo Campos, que tem 1,5%. O percentual de eleitores indecisos chega a 68,1% e os que afirmam que votarão em branco ou nulo somam 5,6% dos entrevistados pelo Veritá.

SEGUNDO TURNO

O Veritá simulou a disputa de segundo turno entre a líder Dilma e Aécio e entre a petista e Campos. No cenário com Aécio, a presidente tem 35,3% das intenções, diante de 33,1% de Aécio, em empate técnico. Em votos válidos, a presidente tem 51,6% e o tucano, 48,4% das intenções de votos.

Quando o adversário do segundo turno é Campos, a vantagem de Dilma em Goiás se amplia. A presidente aparece com 36,9% das intenções de votos e o pessebista, com 28%. Em votos válidos, Dilma tem 56,9% das intenções e o ex-governador de Pernambuco aparece com 43,1% das intenções de votos, mostra o levantamento.

AVALIAÇÃO DE GOVERNO

A desaprovação ao governo da presidente Dilma em Goiás é maior do que sua aprovação, mostra o Veritá. Enquanto 27,2% consideram o governo da petista ótimo (4,7%) ou bom (22,5%), para 34% dos eleitores goianos a administração da presidente é ruim (14,5%) ou péssima (19,5%) A forma como a presidente governa também é desaprovada pela maioria dos goianos, mostra o Veritá. Segundo o levantamento, 55,9% desaprovam a maneira como a petista vem administrando o País. Já o percentual dos que aprovam é de 44,5%.

Mais sobre o Instituto Veritá

  • Há 19 anos atuando exclusivamente em pesquisas de mercado, nas áreas governamental e de política eleitoral, o Instituto Veritá iniciou suas atividades prestando serviços de processamento de dados estatísticos, em Minas Gerais, e já realizou mais de 2.500 projetos de pesquisa para mais de 300 clientes entre partidos políticos, candidatos, empresas e instituições civis e de classe, das mais diversas áreas.
  •  
  • O Veritá é considerado pioneiro no uso da tecnologia e atualmente utiliza plataformas tecnológicas próprias, com tablets e softwares que garantem a mobilidade e agilidade na coleta dos dados, com a possibilidade de acompanhamento on-line dos projetos, inclusive com parciais durante sua execução.
  •  
  • Sua unidade central e de processamento de dados está localizada na cidade de Uberlândia (MG), mas o Veritá está presente também em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás e Ceará, totalizando sete unidades. O instituto tem um quadro de 35 colaboradores diretos e média de 300 colaboradores temporários por ano. Atua também com equipe especializada em projetos de pesquisas qualitativas.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp