16/11/2018 às 08h01min - Atualizada em 16/11/2018 às 08h01min

Trecho da BR-158 entre Piranhas e Jataí é o 2º pior do país, diz CNT

Entre todas as rodovias analisadas dela confederação, 180 km do percurso só ficam atrás de um trecho entre Natividade (TO) e Barreiras (BA), que engloba 4 estradas

Do G1 Goiás
Motoristas reclamam do excesso de buracos na BR-158 (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
O trecho da BR-158, entre Jataí e Piranhas, é a segunda pior ligação rodoviária do país, segundo levantamento da Confederação Nacional do Transporte (veja ranking abaixo). Entre os 109 perímetros analisados, os 180 km do percurso só não são piores do que quatro estradas que ligam Natividade (TO) a Barreiras (BA).
 
O caminhoneiro João Gabriel Assis, que utiliza a BR-158 com frequência, afirma que teme acidentes graves. Ele diz que tem que invadir a pista contrária para não cair em crateras abertas no asfalto.
 
“Se ele não desviar ele rebenta o caminhão. Corre o risco de tombar porque a carga é pesada, e estamos correndo risco de vida nas rodovias”, desabafou.
 
A CNT analisou 109 ligações rodoviárias – que são todas as extensões formadas por uma ou mais rodovias federais e estaduais pavimentadas que possuem grande importância socioeconômica e volume significativo de veículos e passageiros, ligando um ou mais estados. A melhor ligação foi entre São Paulo e Limeira, na Grande São Paulo, que foi avaliada como “ótima”.

Ranking
 
3 melhores
 
    São Paulo (SP) – Limeira (SP) – SP-310/BR-364/SP-348
    Campinas (SP) – Jacareí (SP) – SP-065/SP-340
    Bauru (SP) – Itirapina (SP) – SP-225/BR-369
 
3 piores
 
    Natividade (TO) – Barreiras (BA) – BA-460/BR-242/TO-040/TO-280
    Jataí (GO) – Piranhas (GO) – BR-158
    Marabá (PA) – Dom Eliseu (PA) – BR-222
 
Dos 213 mil quilômetros de rodovias pavimentadas no país, foram avaliados 107 mil quilômetros. Segundo o estudo da CNT, 57% das rodovias brasileiras apresentam algum tipo de problema. Para solucionar todos eles, conforme o levantamento, seriam necessários R$ 48 bilhões.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp