19/02/2019 às 06h44min - Atualizada em 19/02/2019 às 06h44min

Detran Goiás alerta para falsos sites que podem capturar dados

Segundo o órgão, páginas eletrônicas falsas usam seu nome para roubar dados pessoais dos usuários. Recomendação é verificar o endereço do site

Tribuna Piranhense - com informações da Gerência de Comunicação do Detran
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) alerta para ocorrências de páginas eletrônicas falsas em nome do órgão que podem capturar dados dos usuários. A prática consiste no estabelecimento de uma página da internet com aparência oficial que solicita dados como dados pessoais, senhas e outras informações.

Em muitos casos, o internauta recebe um link para essa página por meio de um mensagem de correio eletrônico, que aparentemente é de um endereço que parece ser oficial, mas provavelmente falso. Há ainda a possibilidade de acessar essas páginas seguindo links encontrados na internet, em buscadores como o Google ou em mensagens enviadas por meio de aplicativos como WhatsApp.

A recomendação é verificar o endereço da página para garantir que ela é mesmo controlada pelo órgão de destino. A parte crucial é aquela entre o http:// e a próxima barra ('/'). Se não houver barra, comece no final do endereço. Essa é a parte que determina a propriedade do site. Alguns domínios populares, por exemplo, são “.com.br”, usados comercialmente e “.gov.br” usados, exclusivamente, por órgão públicos.

Por exemplo, https://www.detran.go.gov.br faz parte do domínio oficial do Detran-GO. No entanto, endereço como http://detranportalgov.com.br não é oficial e pode induzir o usuário ao erro. Como um endereço falso pode ser muito semelhante a um verdadeiro, é mais seguro digitar diretamente o endereço na barra do seu navegador, ao invés de seguir links enviados via e-mail ou outras mensagens. Isso é importante para qualquer página que solicita login e/ou informações pessoais.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp