27/03/2019 às 17h41min - Atualizada em 27/03/2019 às 17h41min

Deputada Lêda Borges critica fechamento de escolas estaduais pelo Governo de Goiás

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Arquivo/Alego)

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) criticou uma declaração que a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, teria feito, de que "escolas com menos de 400 alunos dão prejuízo". Em pronunciamento na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), nesta terça-feira (26/03), a parlamentar afirmou que “o aluno não pode ser visto como um número e, sim, como um investimento social".

Segundo Lêda, é um "desmonte da educação" promover o fechamento de escolas, indiscriminadamente, inclusive as de tempo integral. "Tem gente que agora tem que andar quilômetros para conseguir estudar, porque a escola próxima desse aluno foi fechada", lamentou a deputada.

"Eu que sou professora de carreira e já fui secretária municipal de Educação, sei muito bem que essas medidas são erradas, as escolas de tempo integral não podem acabar, nem fechar. Elas são importantíssimas para a boa qualidade da educação", destacou Lêda Borges.

As declarações da deputada peessedebista foram dadas durante as discussões sobre o projeto de lei nº 1115/19, da Governadoria, que autoriza a abertura de créditos especiais à Secretaria de Estado da Educação (Seduce).


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp