04/04/2019 às 08h55min - Atualizada em 04/04/2019 às 08h55min

Peritos goianos desenvolvem tecnologia que identifica o DNA da voz humana

Redes neurais são utilizadas para a identificação de vozes, extraindo características individualizadoras e verificando o grau de similaridade entre duas vozes. Inovação deve passar a fazer parte das ferramentas de investigação criminal no Estado

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Comunicação Setorial da SSP-GO)
A Secretaria da Segurança Pública (SSP-GO), por meio da Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC), realiza, nesta quinta-feira (4/04), o Workshop de Trabalhos Finais dos Cursos de Inteligência Artificial, das 12h às 19 h, no Hotel Mercure, em  Goiânia. No evento, haverá a apresentação de  tecnologia desenvolvida pelos peritos Carlos Kleber da Silva Garcia, Lucas Alcântara Souza e Rafaello Virgilli, da Seção de Perícias em Áudio e Imagem (Sepai) da Polícia Científica de Goiás, que compara voz humana com o uso de inteligência artificial chamada “DNA da Voz”.
 
A tecnologia utiliza redes neurais para a identificação de vozes, extraindo características individualizadoras e verificando o grau de similaridade entre duas vozes (padrão e questionada). Assim, é possível fazer o reconhecimento automático de uma pessoa comparando um trecho da sua voz com amostras de áudio armazenadas ou apresentadas no curso de uma investigação ou de um processo.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp