17/07/2014 às 17h34min - Atualizada em 17/07/2014 às 17h34min

Seduc licita construção de quatro quadras cobertas em Piranhas e mais 111 em todo o estado

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza de 29 de julho a 12 de agosto sete licitações por item para a contratação de empresas que irão construir 115 quadras esportivas cobertas em escolas da rede pública estadual, incluindo quatro unidades em Piranhas. Os investimentos são da ordem de R$ 55,6 milhões em todo o estado de Goiás, sendo R$ 40,5 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e os R$ 16 milhões restantes da contrapartida do Estado. As quadras começam a ser construídas ainda em agosto e têm conclusão prevista para antes do término do segundo semestre letivo.

Nesta primeira etapa, serão comtempladas em Piranhas, com cobertura e reforma das quadras: Colégio Estadual Francisco Magalhães Seixas (R$ 150.000,00), Escola Estadual Costa e Silva (R$ 150.000,00) e Escola Estadual Joaquim Francisco de Souza (R$ 150.000,00). O Colégio Estadual Maria Eulália de Jesus Portilho receberá uma quadra poliesportiva coberta e com vestiário, para a pratica de diversas modalidades, somando um investimento de mais R$ 700 mil.

De acordo com o chefe do Núcleo de Obras da Rede Física, da Secretaria da Educação, Marcelino Barros Guimarães, a primeira licitação será no dia 29 de julho, quando serão licitadas 21 quadras esportivas. As obras variam em valor unitário, de R$ 213 mil a R$ 742 mil, de acordo com a necessidade e os espaços disponíveis. Os processos licitatórios foram publicados do Diário Oficial e estão disponíveis no site da Seduc.

A licitação por item permite que as empresas apresentem propostas para uma ou mais obras e não necessariamente para todo o lote licitado. Assim, a cada concorrência, as empresas podem optar pelos itens que mais lhe interessarem.

Antes do início das aulas, a Seduc deverá liberar os primeiros R$ 15 milhões para contemplar 100 escolas. As obras serão contratadas pelos conselhos escolares, nos moldes do programa Nossa Escola, que destinou recursos diretamente aos conselhos para reformas e pequenos reparos, contemplando toda a rede. Mesmo com a descentralização dos recursos, o Núcleo de Obras da Rede Física da Seduc foi o responsável pelo levantamento da situação e da necessidade de cada escola, fez os projetos e, após a licitação, acompanhará e fiscalizará a construção das quadras.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp