23/07/2019 às 11h37min - Atualizada em 23/07/2019 às 11h37min

Justiça Eleitoral cassa mandato de prefeito e vice de Iporá

Defesa de Naçoitan Araújo Leite afirma que vai recorrer e que prefeito continua no cargo

De O Popular
(Foto: Reprodução)
Os mandatos do prefeito e do vice de Iporá, Naçoitan Araújo Leite (PSDB) e Duílio Alves de Siqueira (PSDB), foram cassados pela Justiça Eleitoral, na segunda-feira (22/07), por uso irregular de um helicóptero na campanha de 2016. O juiz Wander Soares Fonseca também decretou a inelegibilidade de Naçoitan durante oito anos a contar a partir de 2016, ano de eleição municipal.
 
A defesa de Naçoitam, o advogado Diogo Crossara informou que o prefeito e o vice permanecem no cargo e que vai recorrer da decisão. "Estamos muito tranquilos. Esse processo já havia sido julgado improcedente. Não tem nenhum afastamento do cargo e agora vamos interpor recurso no prazo legal", declarou Crossara.
 
Processo
 
De acordo com o Ministério Público Eleitoral, no dia 1º de setembro de 2016, por volta das 15h10, um helicóptero com prefixo encoberto lançou grande quantidade de material difamatório sobre outro candidato a prefeito, Amarildo Martins Mariano (PR).
 
Peritos do Centro de Inteligência do MP, do Grupo de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar (Graer) e a Superintendência de Polícia Técnico-Científica avaliaram as imagens feitas sobre o ocorrido e detectaram que a aeronave era a mesma flagrada por testemunhas na fazenda da irmã de Naçoitan.
 
O MP entende que a prática configura abuso de poder econômico e gastos ilícitos de recursos por parte dos requeridos. Na decisão, o juiz diz ainda que essa ação com o helicóptero teve impacto na campanha eleitoral, comprometendo a legitimidade do pleito de 2016.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp