15/10/2019 às 11h48min - Atualizada em 15/10/2019 às 11h48min

Alego recebe 1º Encontro de Vereadoras e Mulheres na Política de Goiás

Vereadora e deputada estadual apontam necessidade de equilibrar a balança entre eleitorado feminino e mulheres eleitas; e a dificuldade com a tripla jornada de trabalho

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Assessoria)
Na manhã desta sexta-feira (11), aconteceu o 1º Encontro de Vereadoras e Mulheres na Política de Goiás. O evento, que contou com a parceria da União dos Vereadores do Estado de Goiás (Uvego), Federação Goiana dos Municípios (FGM) e da Associação Goiana dos Municípios (AGM), abordou a importância da representação feminina na política.

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) foi uma das palestrantes do evento, na Alego. Ela abordou o tema “Como equilibrar essa balança”, uma vez que, conforme Censo do IBGE de 2010, o eleitorado feminino é de 54%. Sendo que, no último pleito, as eleitas corresponderam a 16,20% do universo de 1.790 escolhidos.

“Infelizmente, Goiás é o Estado com o menor número de representantes mulheres no parlamento. Precisamos, a cada dia, ocupar mais espaços de poder e debater sobre a importância feminina nos poderes Legislativo e Executivo. Com nossa visão periférica, nós mulheres temos a missão de transformar o mundo em um lugar mais justo e igualitário. Nosso lugar é onde quisermos estar”, afirmou.

Vereadora

Dra. Cristina (PSDB), vereadora por Goiânia, também integrou a mesa do evento e palestrou. Para ela, umas das atuais dificuldades é a tripla jornada de trabalho, além de financiamento e machismo. Apesar disso, a parlamentar lembrou que a lei garante o repasse de 30% de recursos destinados ao custeio para as candidatas.

Além de Lêda e Dra. Cristina, compuseram a mesa de trabalhos na Alego o presidente da Uvego, vereador Ricardo Oliveira; assessora jurídica do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Políticas Públicas do Ministério Público, Estefânia Polliana Nunes; vereadora Tais Cardoso Lopes, de Palmeiras; e a defensora pública de Goiás, Gabriela Marques Rosa Hamdan.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »