07/02/2020 às 08h34min - Atualizada em 07/02/2020 às 08h34min

Gravidez na adolescência: vale a pena correr os riscos? Dra. Maria Jamile ajuda responder

Para os meninos, a partir da primeira ejaculação já é possível engravidar sua parceira e, para as adolescentes, a gravidez pode acontecer à partir da primeira menstruação.

Dra. Maria Jamile Ribeiro Duarte Nogueira
Dra. Maria Jamile (Foto: Arquivo pessoal)
O sexo na adolescência é uma realidade e preocupa pais, educadores e médicos. A maioria das adolescentes que estão grávidas e/ou já engravidaram, não planejaram isso. A maior parte também conhece os métodos anticoncepcionais, porém, imaginam que isso só aconteça com as outras e jamais irá acontecer com elas.
 
A preocupação, é que a gravidez na adolescência é considerada de risco para a saúde da mãe e também para a do bebê. Entre os riscos estão: trabalho de parto prolongado, parto prematuro (gestação não chega até os 9 meses), eclampsia, anemia, hemorragia, bebê de baixo peso, aumento do risco de depressão e aumento de risco de abandono ao bebê. Há, também, problemas sociais como a maior probabilidade das adolescentes interromperem seus estudos e atrapalhar suas atividades profissionais.
 
Outra preocupação é a de que várias adolescentes não esperam o tempo certo para uma nova gestação, que seria de, pelo menos, dois anos. É preciso esperar o tempo certo, pois a mulher precisa recuperar sua saúde, seu estado nutricional e as suas energias, podendo haver problemas graves como a anemia e hemorragia, se não houver esse espaço entre as gestações.
 
As adolescentes precisam procurar a ajuda do seu médico de confiança. O profissional irá esclarecer todas as suas dúvidas, pois ele conhece o funcionamento de seu órgão reprodutor. Não deixe de consulta-lo, dessa forma, sua vida sexual será mais sadia e segura.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »