22/04/2020 às 11h42min - Atualizada em 22/04/2020 às 11h42min

Festa do padroeiro de Piranhas é adiada para setembro

Decisão da Paróquia Santo Antônio foi tomada devido a pandemia do novo coronavírus. Nova data e alterações na programação do evento religioso ainda serão anunciadas

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)
O padre João Aurélio de Almeida Alves confirmou, na manhã desta quarta-feira (22/04), que a Festa em Louvor ao Padroeiro Santo Antônio de 2020, popularmente conhecida como Festa Junina e realizada anualmente em Piranhas entre os dias 4 e 13 de junho, será adiada visando o combate a disseminação do novo coronavírus. As celebrações religiosas e demais programações aconteceriam, como sempre, na Igreja Matriz e nos arredores da Praça Santo Antônio e, agora, devem ser remarcadas para o mês de setembro, com datas e alterações que ainda serão anunciadas.
 
Ao Tribuna Piranhense, padre João Aurélio disse que está, praticamente, tudo pronto para as festividades deste ano, porém, “por prudência e seguindo as orientações do Ministério da Saúde e da Igreja”, o evento religioso não será realizado neste ano da mesma forma que nos anteriores.
 
“Para chegar nesta decisão, conversamos com a comunidade da nossa Paróquia, com padres da região, com nosso bispo e ficamos atentos as orientações das autoridades. Nós faremos a parte religiosa em outro momento, provavelmente no mês de setembro. Realizar a Festa de Santo Antônio agora seria um risco para a saúde de toda a comunidade”, afirmou o padre.
 
A Paróquia Santo Antônio já está de posse de uma extensa lista de interessados em montar barracas no evento, contudo, todos serão contatados e avisados do adiamento, tanto os locais quanto os que viriam de outros municípios.
 
João Aurélio comentou ainda que, diante dos desafios que o mundo vive diante da pandemia do novo coronavírus, não há clima para festa. “Diante de tantas situações difíceis, de tanta gente morrendo, de hospitais lotados, de pessoas em situações graves, não é possível fazer festa. Não temos motivos para festa neste momento”, enfatizou.
 
A festa
 
A Festa em Louvor ao Padroeiro Santo Antônio já teve 66 edições em Piranhas, tendo a primeira acontecido em junho de 1953. A programação religiosa conta com procissão e missas. Já a parte social da festividade tem leilões, shows musicais com artistas locais e regionais, e outras atrações. Os frequentadores também podem visitar barracas que comercializam diversos itens como comidas, bebidas, confecções, utensílios domésticos, brinquedos e outros.
 
Nos finais de semana da Festa, entre os dias 4 e 13 do mês de junho de cada ano, milhares de pessoas participam do evento, seja trabalhando, comprando, vendendo ou se divertindo.
 
No último dia 16 de janeiro, a Festa em Louvor ao Padroeiro Santo Antônio passou a fazer parte do Calendário Cívico, Cultural e Turístico do Estado de Goiás, que, por consequência, a inclui no registro que reúne os principais eventos e/ou festas tradicionais goianas. A Lei 20.713, de 15 de janeiro de 2020, de autoria da deputada estadual Lêda Borges (PSDB), que determina a inclusão, foi sancionada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) após ter sido aprovada na Assembleia Legislativa (Alego).
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento Tribuna Piranhense
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp