15/05/2020 às 10h26min - Atualizada em 15/05/2020 às 10h26min

Câmara de Piranhas irá processar internautas por ofensas e imputação de crimes sem provas contra vereadores

Anúncio foi feito pelo presidente Uerlei Neves (PP) na sessão desta quinta-feira (14). Departamento Jurídico da Casa ficará responsável por tomar as medidas cabíveis

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Presidente da Câmara de Piranhas, vereador Uerlei Neves (Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)
O departamento jurídico da Câmara Municipal de Vereadores de Piranhas irá acionar judicialmente autores de ofensas pessoais e imputação de crimes sem provas contra vereadores por meio das redes sociais como o WhatsApp. O anúncio foi feito de forma veemente pelo presidente da Casa, vereador Uerlei Neves (PP), durante sessão realizada na noite desta quinta-feira (14/05).
 
Os parlamentares piranhenses se tornaram alvo de ofensas na internet, principalmente a partir deste ano, quando acontecem as eleições municipais.
 
Segundo Uerlei Neves, a intenção não é tirar o direto de expressão do cidadão e sim cessar os ataques classificados por ele como injustos.
 
“Existe um número de pessoas em grupos de WhatsApp, por exemplo, que não representam a maioria da população e que ficam acusando vereadores sem provas, chamando vereadores de ladrões, dizendo que vão agredir vereador. A partir de agora, não iremos mais aceitar isso. Nosso setor jurídico vai tomar as medidas cabíveis. Quer falar, fale. Todas as pessoas tem o direito de se expressar. Mas se acusar, terá que apresentar provas”, disse Uerlei.
 
Ainda de acordo com o presidente da Câmara, os gabinetes de todos os parlamentares estão sempre abertos para receber qualquer um que queira levar reclamações e/ou esclarecer dúvidas. “Todos serão bem recebidos. Venha, converse com os vereadores, tome um café com a gente”, pontuou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...