19/06/2020 às 08h38min - Atualizada em 19/06/2020 às 08h38min

Coronavírus: PM montará barreiras sanitárias em Aragarças, Bom Jardim de Goiás, Piranhas e outras cidades do Vale do Araguaia

Fiscalização será realizada nas rodovias de acesso e no interior das cidades

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Divulgação/PMGO)
Visando o combate à disseminação do novo coronavírus, a Polícia Militar (PM), cumprindo determinação do Governo de Goiás, iniciou, nesta quinta-feira (18/06), operações de fiscalização sanitárias que ocorrerão de forma permanente, durante o período de temporada turística, em toda a região do Vale do Araguaia, abrangendo as cidades de Aragarças, Aruanã, Bom Jardim de Goiás, Britânia, Mozarlândia, Mundo Novo, Piranhas e São Miguel do Araguaia.
 
De agora em diante, serão realizadas barreiras sanitárias nas entradas das cidades turísticas em especial em Aruanã, com apoio das prefeituras de cada cidade, para orientar sobre a importância de evitar a propagação do vírus.
 
Não estão permitidas montagens de ranchos e/ou acampamentos que não sejam exclusivamente familiares (apenas uma família por local) bem como a não estará permitido a aglomeração em praias e/ou espaços públicos tais como praças e avenidas nestes locais.
 
A fiscalização será nas rodovias de acesso a essas cidades, no interior das mesmas e através de embarcações do Comando de Policiamento Ambiental, durante toda a extensão do Rio Araguaia.
 
Temporada cancelada
 
O Rio Araguaia é um dos principais destinos turísticos dos goianos durante o período de julho. Neste ano de 2020, em função da pandemia do novo coronavírus,  o Governo de Goiás cancelou a temporada do Araguaia, que normalmente acontece todo ano em julho.
 
A medida foi publicada por meio de decreto no dia 10 deste mês. A deliberação vale para toda extensão do rio no Estado e tem por objetivo evitar aglomerações e o avanço do coronavírus.
 
O decreto começa a valer no dia 1º de julho e, ainda segundo o documento, ficam proibidos também as estruturas temporárias de bares, restaurantes, banheiros e pontos de apoio de atendimento a turistas. Além disso, o uso de máscaras continua sendo obrigatório.
 
Além da Polícia Militar Ambiental, para garantir o cumprimento do decreto, as prefeituras, o Corpo de Bombeiros, a Goiás Turismo e Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) vão fiscalizar as margens do rio.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp