27/10/2020 às 19h38min - Atualizada em 27/10/2020 às 19h38min

Mesmo com pandemia do novo coronavírus, Piranhas teve saldo positivo na geração de empregos

Município registrou mais contratações que demissões. indústria, serviços e comércio abriram mais postos de trabalho

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
Mesmo com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, Piranhas registrou saldo positivo na geração de empregos formais nos primeiros sete meses de 2020. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), houve mais contratações (278) do que demissões (205) entre os meses de janeiro e agosto.
 
Em Piranhas, o setor que mais abriu postos de trabalho foi a indústria (37), seguido pelo dos serviços (16) e do comércio (10).
 
Nos dois primeiros meses do ano (janeiro e fevereiro), foram 65 admissões e 58 desligamentos, o que mostra um resultado positivo de 7 novos empregos gerados.
 
Em março e abril – que foi quando a Prefeitura Municipal decretou a proibição de várias atividades como medida para conter o vírus causador da covid-19, incluindo às comerciais – Piranhas teve 67 admissões contra 62 demissões, gerando um saldo de 5 pessoas admitidas.
 
Já em maio e junho, Piranhas também ficou com saldo positivo de 29 postos de trabalho. Nos dois meses, 61 pessoas foram contratadas, enquanto 32 foram demitidas.
 
Os dados do Caged apontam que Piranhas ainda teve saldo positivo na soma dos meses de julho e agosto, com 32 novos trabalhadores contratados.
 
Ao todo, até agosto de 2020, Piranhas registrou 73 contratações a mais do que o número de demissões, conforme o Caged.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp