19/11/2020 às 16h20min - Atualizada em 19/11/2020 às 16h20min

Após áudio com acusações criminais, defesa de Fernando Lizardo afirma que Justiça inocentou vereador em 2019

Advogados do parlamentar dizem que responsável pela divulgação das informações inverídicas será processado

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Divulgação/Assessoria)
Após a viralização de um áudio em grupos do aplicativo WhatsApp, onde uma pessoa questiona a aprovação da candidatura de Fernando Lizardo (Progressistas) ao cargo de vereador e o fato dele ter sido reeleito mesmo estando condenado por um suposto crime de estupro, a defesa do político divulgou uma nota informando que ele foi acusado, mas que o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) o declarou inocente, lhe garantindo todos os direitos políticos.
 
Segundo a nota explicativa assinada pelos advogados Ricardo Pereira de Sousa e Fabrício Candido do Nascimento Rodrigues, o áudio começou a circular na segunda-feira (16/11), um dia após a divulgação do resultado das eleições municipais deste ano, e, nele, um indivíduo que se identifica como Jimmy Carter difama e desrespeita Fernando.
 
Ainda conforme o que informa a defesa do parlamentar, Jimmy Carter, erroniamente, diz que Fernando Lizardo não poderia ter sua candidatura aprovada, tão pouco ter sido reeleito, visto que teria uma condenação de 8 anos de reclusão.
 
Em novembro de 2019, a 2ª Câmara Criminal do TJ-GO reconheceu e deu provimento ao recurso de apelação do vereador e o absolveu de acusações de estupro feitas em 2017. Na nota, a defesa do parlamentar piranhense informa que a certidão narrativa que atesta a absolvição não será publicada devido ao fato do processo tramitar em segredo de justiça.
 
Por fim, os advogados de Lizardo afirmam que o autor do áudio responderá judicialmente por sua conduta. “(...) a defesa do vereador informa que estão sendo tomadas as medidas judiciais cabíveis, na esfera civil e criminal, para a devida responsabilização”.
 
No último domingo (15/11), Fernando Lizardo foi reeleito para o seu quarto mandato como vereador em Piranhas.

Leia a integra da nota informativa:

“No dia 16 de novembro de 2020 (segunda-feira), após o resultado do sufrágio eleitoral municipal, da cidade de Piranhas, viralizou em grupos do aplicativo WhatsApp, um áudio, de lavrar de uma pessoa que se intitula como Jimmy Carter, difamando e desrespeitando o então vereador reeleito Fernando Lizardo de Oliveira Leite (PP).
 
Segundo o áudio amplamente divulgado, o então vereador Fernando Lizardo, reeleito novamente para o mandato 2021-2024, não poderia ter sua candidatura aprovada, tão pouco ter sido reeleito, visto que teria sido condenado a uma pena de 08 anos de reclusão, por um suposto crime de estupro.
 
Pois bem!
 
O vereador Fernando Lizardo, por meio de sua defesa técnica, vem respeitosamente perante a todos, frente ao piranhense, informar que a verdade prevaleceu e a justiça foi feita, explico:
 
O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás  - TJGO, órgão de cúpula do Judiciário Goiano, por meio da 2ª Câmara Criminal, em meados do mês de novembro de 2019, conheceu e deu provimento ao recurso de apelação, manejado pela defesa, absolvendo o vereador das acusações inverídicas que suportou.
 
Sendo assim, o vereador encontra-se em pleno gozo dos seus direitos políticos, podendo votar e ser votado.
 
A cerca da conduta do autor do áudio, a defesa do vereador informa que estão sendo tomadas as medidas judiciais cabíveis, na esfera civil e criminal, para a devida responsabilização.
 
Cabe ainda iluminar, que a certidão narrativa que atesta a absolvição, não será publicada, em razão da preservação dos sujeitos processuais envolvidos, ante o fato do feito tramitar em segredo de justiça.”
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento Tribuna Piranhense
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp