19/01/2021 às 08h46min - Atualizada em 19/01/2021 às 08h46min

Caiado afirma que chegada do primeiro lote de vacinas a Goiás é uma saída real para o combate da Covid-19

Doses para imunizar cerca de 90 mil pessoas foram descarregadas em Goiânia às 11h20 desta segunda-feira (18/01) e já começam a ser distribuídas por via terrestre para 16 Regionais da Saúde no Estado

Tribuna Piranhense - com informações da Secretaria de Comunicação do Governo de Goiás
Jotta Oliveira
Primeiras 90 mil doses da vacina chegaram em Goiânia em avião da Força Aérea Brasileira (Fotos: Cristiano Borges)
Ao desembarcar de São Paulo nesta segunda-feira (18/01), onde recebeu as doses da vacina contra Covid-19 para serem distribuídas para cerca de 90 mil goianos, o governador Ronaldo Caiado destacou a importância do início da operação de imunização no Estado.
 
“O dia de hoje vai ficar marcado para todos nós. É uma saída real para o combate da Covid-19”, afirmou, ao lado da presidente do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e primeira-dama Gracinha Caiado, do vice-governador Lincoln Tejota e do titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ismael Alexandrino.
 
Caiado disse que o Estado de Goiás cumprirá o ordenamento feito pelo Governo Federal, através do plano nacional coordenado pelo Ministério da Saúde.
 
Serão imunizados, nesta primeira etapa, trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente de combate à Covid-19; pessoas com 60 anos ou mais, e com deficiência que se encontram nas instituições de longa permanência (ILPs); e população indígena aldeadas. Em um gesto simbólico, a primeira vacina foi aplicada na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Residencial Leblon, em Anápolis, em retribuição ao gesto solidário da população e da prefeitura em março do ano passado. “É um reconhecimento ao município que recepcionou os brasileiros que estavam em Wuhan, na China, no início da pandemia”, explicou o governador.
 
De acordo com o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, que acompanhou Caiado na viagem a São Paulo, a segunda dose nos grupos prioritários deverá ser feita entre 21 e 28 dias após a primeira aplicação. Ele informou que depois de chegarem a Goiânia, em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), os imunizantes foram levados para a Central Estadual de Rede de Frio, localizada no Jardim Santo Antônio, na capital.
 
“Todas as doses saem hoje, por via terrestre, para todas as regionais de saúde, exceto Posse e Campos Belos. Em função da distância, essas unidades receberão as vacinas por avião”, detalhou Alexandrino. Ele ainda informou que a capital deve ficar com um terço da remessa que vem de Brasília, em razão da proporção no número de habitantes.
 
Ao acompanhar a chegada do primeiro lote da vacina contra Covid-19 em Goiânia, a superintendente da Vigilância em Saúde de Goiás, Flúvia Amorim, se emocionou. "Cada dose é uma vida salva", disse. Com aplausos e lágrimas nos olhos, Flúvia ressaltou que este é um momento de salvar vidas. "Vemos tanta gente morrer, mas temos a oportunidade de salvar uma vida. Agora, com várias vidas podendo ser salvas com a vacina."
 
Ampliação
 
O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 prevê, para Goiás, 7% do total de doses adquiridas nacionalmente pelo Ministério da Saúde (MS). Neste domingo (17/01), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas das Universidade de Oxford e AstraZeneca, e a da Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan. Da primeira parceria, serão 2 milhões de doses, que beneficiarão 1 milhão de brasileiros; da segunda, 6 milhões para 3 milhões de pessoas.
 
Segundo Caiado, depois que a Índia cumprir o acordo com o Brasil e os insumos necessários para a produção da AstraZeneca chegarem ao país, será possível a ampliação da vacinação para cerca de 45 milhões de doses por mês - 1 milhão de doses/dia pelo Butantan e 500 mil doses/dia pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “A partir daí teremos um impacto significativo e um combate real à proliferação do vírus”, comemora, ao pedir que a população ainda mantenha os cuidados de higienização e distanciamento social, já que o corpo não fica imediatamente imune após as duas aplicações.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento Tribuna Piranhense
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp