26/01/2021 às 10h10min - Atualizada em 26/01/2021 às 10h10min

Piranhas recebe mais 70 doses de vacina contra a Covid-19

Remessa é exclusivamente para vacinação de trabalhadores das instituições de Saúde

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Doses da vacina foram entregues prefeito e a secretária municipal de Saúde (Foto: Jotta Oliveira/Tribuna Piranhense)
O município de Piranhas recebeu, na noite desta segunda-feira (25/01), mais 70 doses da vacina contra a Covid-19 que fazem parte do lote do imunizante da universidade de Oxford, produzido em parceria com a AstraZeneca que chegou a Goiás no domingo (24/01).
 
O novo lote de vacinas foi recebido pelo prefeito Marco Rogério, o Chicão (Solidariedade), e pela secretária municipal de Saúde, Kenivania Santana da Silva. A entrega foi realizada por uma equipe da Regional de Saúde Oeste 1, chefiada pelo coordenador regional de tecnologia de informação em Saúde e assistência farmacêutica, Luciano Oliveira Pontes. Duas equipes da Polícia Militar (PM) fizeram a segurança da chegada dos imunizantes que ocorreu na unidade 4 do programa Estratégia Saúde da Família (ESF 4), 
 
Piranhas já havia recebido, no dia 19 de janeiro, 90 doses da Coronavac, totalizando 160 doses que servirão para vacinar, neste primeiro momento, os trabalhadores da Saúde que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus e pessoas com 60 anos ou mais ou com deficiência que se encontram nas instituições de longa permanência (ILPs).
 
Em relação as doses da vacina Oxford/AstraZeneca, a Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) informou que a remessa é exclusivamente para vacinação de trabalhadores das instituições de Saúde, seguindo a ordem de prioridade:
 
1) Hospitais;
2) Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) / Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) / Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergências (Siate);
3) Unidades Básicas de Saúde (UBSs);
4) Consultórios/Laboratórios.


 
Trazendo a determinação da SES-GO para a realidade piranhense, os servidores do Hospital Municipal Cristo Redentor serão os primeiros a serem vacinados, seguidos pelos trabalhadores do Samu e, na sequência, os das unidades do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF).
 
Quanto aos hospitais, os primeiros que devem ser considerados são aqueles exclusivos e dedicados ao atendimento de pacientes com Covid-19. Depois, os hospitais gerais que não são dedicados e exclusivos aos casos de contágio pelo novo coronavírus. Esta ordem de priorização se aplica para hospitais públicos, filantrópicos e privados, sem distinção de natureza jurídica.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento Tribuna Piranhense
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp