09/09/2014 às 12h20min - Atualizada em 09/09/2014 às 12h20min

Fazenda da Esperança inaugura unidade no oeste goiano

Ao todo, existem 99 obras em vários países, sendo 61 no Brasil.

Do G1 - Goiás
Fazenda Esperança irá receber 30 jovens (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A primeira unidade goiana da Fazenda da Esperança, comunidade terapêutica que atende dependentes químicos por todo o mundo, foi inaugurada no sábado (6), em São Luis de Montes Belos, a 120 km de Goiânia. O projeto foi criado há 30 anos pela Igreja Católica e atualmente possui 99 obras espalhadas por 11 países, sendo 61 delas no Brasil.

As comunidades são instaladas na zona rural. A goiana foi construída em uma propriedade com sete alqueires, onde existem uma capela e uma casa, que abrigará 30 jovens homens viciados em drogas. Para ser aceito, o interno precisa escrever uma carta de próprio punho demonstrando a vontade em ser recuperado. Em seguida, é realizada uma entrevista para comprovar a necessidade de internação.

O tratamento dura um ano. Na comunidade, os internos tem que trabalhar oito horas diárias para ajudar no sustento do local. Responsável por administrar a fazenda, Alexandre Falcão já passou pelo processo e hoje ajuda outras pessoas a se livrarem do problema.

"Por eu ter passado por essa vida e  ter encontrado a solução para o meu problema de droga, me encantou tanto que eu dou a vida por esse trabalho. Acredito que tem solução para os drogados”, acredita.

Um dos novos moradores do local é Daniel Bruno Borges, de 36 anos. Ele usa drogas há 14 anos e garante que irá vencer a batalha contra o vício. "Sinto que hoje está sendo inaugurado um novo Daniel. É ter esperança de que há jeito, seja qual for o tipo de droga, há jeito de encontrar uma nova vida”, espera.

Outro rapaz, de apenas 15 anos, também vai morar na fazenda. Usuário de drogas desde os 12 anos, ele já perdeu os pais e espera mudar para dar um presente a avó, que o criou. "Não aguentava mais e pedi ajuda ao padre. Ele é minha salvação. Vai ser diferente porque eu vou mudar, quero dar alegria para minha avó”, disse ele, sem se identificar.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp