01/06/2021 às 11h40min - Atualizada em 01/06/2021 às 11h40min

Laticínio de Piranhas vai doar 500 quilos de leite em cinco municípios

Ação faz parte das atividades de celebração ao Dia Mundial do Leite, comemorado em 1º de junho. O alimento é destinado às pessoas em situação de vulnerabilidade em São Luís de Montes Belos, Firminópolis, Faina, cidade de Goiás e Iporá

Tribuna Piranhense - com informações da Emater
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
A Lactosul Indústria de Laticínios está participando de uma ação coordenada com o Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), que vai doar milhares de litros de leite em cinco municípios do Estado, a partir desta terça-feira (1º/06), data em que é celebrado o Dia Mundial do Leite. A empresa instalada no município de Piranhas repassará 500 quilos do alimento em pó para abrigos e entidades filantrópicas das cidades de São Luís de Montes Belos, Firminópolis, Faina, Cidade de Goiás e Iporá – para cada quilo de leite em pó doado é possível obter sete litros de leite, totalizando 3.500.
 
A mobilização foi feita junto ao Arranjo Produtivo Local (APL) Lácteo de São Luís de Montes Belos, contando com o apoio de diversos parceiros, como Prefeituras Municipais, Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Universidade Estadual de Goiás (UEG) e Sindicato das Indústrias de Laticínios no Estado de Goiás (Sindileite).
 
Segundo o extensionista da Emater e presidente do Comitê Gestor do APL Lácteo, Walmir Elias Costa, o objetivo principal da iniciativa é difundir a importância econômica e social do leite. “Do ponto de vista assistencial, o leite doado fará toda a diferença na vida das famílias vulneráveis que serão beneficiadas, já que é um alimento essencial para a saúde humana”, aponta.
 
Um levantamento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) revela que o brasileiro consome anualmente cerca de 166 litros de leite, o que corresponde a 455 mililitros de leite por dia. A bebida é rica em cálcio, fósforo, magnésio e proteínas, substâncias que, consumidas adequadamente, podem ajudar a tornar os ossos mais fortes e proteger contra doenças como a osteoporose.
 
Além de seu valor nutritivo, o leite é um item importante para a economia agropecuária, como salienta o secretário Municipal de Agricultura da Cidade de Goiás, Delcídio da Silva Moreira. “É um produto fundamental para a vida no campo, especialmente para a agricultura familiar. A maioria desses agricultores tem no leite sua principal fonte de renda, então gera muita ocupação, muito emprego”, destaca.
 
O Estado de Goiás é o quarto maior produtor de leite do país, de acordo com a Radiografia do Agro, publicada em 2020 pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). São mais de 72 mil estabelecimentos produtores espalhados em todos os 246 municípios goianos. Destes, mais de 50 mil são classificados como agricultura familiar, ou seja, cerca de 70% do total.
 
APL Lácteo de São Luís de Montes Belos
 
Há 15 anos nascia o APL Lácteo de São Luís de Montes Belos, arranjo produtivo que envolve a cadeia leiteira de 23 municípios de Goiás. O grupo se reuniu neste mês para definir as ações conjuntas para a comemoração do Dia Mundial do Leite, data criada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e celebrada no dia 1º de junho.
 
Conforme a realidade de cada local, foi alinhada uma série de atividades, sendo uma das principais a doação de leite nas cinco cidades listadas anteriormente. A equipe, mobilizada por agentes da Emater e demais parceiros, será responsável por uma programação extensa que inclui a propagação do tema nas rádios locais, por meio de entrevistas, e a realização de uma palestra online sobre o assunto.
 
Walmir Elias explica que desde o surgimento do APL a Emater vem atuando para o fortalecimento da cadeia produtiva do leite na região de abrangência do arranjo. “O objetivo é levar informação para esses produtores, oferecer assistência técnica, aumentar a produção e gerar lucratividade para seus negócios”, ressalta. O APL funciona como uma rede de articulação, da qual integram tanto grandes como pequenos produtores.
 
Palestra online
 
Faz parte da programação de celebração ao Dia Mundial do Leite duas palestras online com os temas “A importância do leite e seus derivados na saúde humana” e “O leite e seus impactos na economia agropecuária”, ministradas, respectivamente, pela engenheira de alimentos Mariele Garaffa e o engenheiro agrônomo e doutor em Economia dos Recursos Naturais Airton Spies. A discussão será transmitida pela plataforma Google Meet, na próxima terça-feira (1º), às 19h. Para acessar, basta acessar o link https://meet.google.com/hse-wsye-zpt. O evento é aberto ao público.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp